Governo federal alerta para tempestades em quatro estados e no Distrito Federal

O alerta é para possibilidade de chuvas intensas no Espírito Santo, em Goiás, Minas Gerais, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal

publicado: 22/01/2020 15h12 última modificação: 22/01/2020 15h12

Órgãos do Governo Federal fazem um alerta conjunto para a possibilidade de chuvas intensas e altos acumulados de precipitação na faixa que compreende o Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

A previsão aponta que os totais pluviométricos podem alcançar de 150 milímetros a 400 milímetros, impactando severamente esses estados. A projeção é que as chuvas mais intensas deverão começar nesta quarta-feira (22) e podem prosseguir até o final de semana

O informe é do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR); do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e do Serviço Geológico Brasileiro (CPRM).

A nota conjunta é resultante de metodologias de previsão. As recomendações são destinadas a órgãos de proteção e defesa civil estaduais e municipais e a moradores de áreas de risco nas regiões que poderão ser afetadas. Há a possibilidade de ocorrerem inundações, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra e corridas de solo.

O detalhamento das áreas mais atingidas pelos temporais ao longo desse período será feito por meio da atualização de avisos e alertas meteorológicos.

É importante lembrar que, dentro da mancha de impactos, há localidades que já estão sofrendo com as chuvas registradas desde a última sexta-feira (17). De acordo com o documento, as áreas com maior probabilidade de ocorrerem desastres são a região metropolitana de Belo Horizonte, a Zona da Mata Mineira e o estado do Espírito Santo.

A orientação é que as defesas civis dos estados e municípios remetam o alerta aos demais órgãos que compõem seus sistemas de proteção e defesa civil, além de compartilharem as informações com institutos locais de previsão de clima e tempo. Além disso, caberá às defesas civis  o envio de alertas aos gestores municipais e às populações vulneráveis.

Informações à imprensa:
www.inmet.gov.br

Leia mais: http://www.agricultura.gov.br/noticias/governo-federal-alerta-para-tempestades-em-quatro-estados-e-no-distrito-federal