O Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES) vai disponibilizar R$ 2 bilhões para empresas do segmento de saúde, durante a pandemia no novo coronavírus (Covid-19). O programa vai financiar a compra de leitos emergenciais e materiais hospitalares como máscaras, ventiladores de respiração e demais equipamentos médicos fundamentais no tratamento da doença.

Segundo o BNDES, com o crédito vai ser possível comprar 15 mil respiradores, o que equivale a 50% da necessidade do SUS para os próximos 3 meses. Além disso, também vai ser possível adicionar mais 3 mil leitos de UTIs, comprar 5 mil monitores e 88 milhões de máscaras.

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, destaca que esse reforço na saúde visa principalmente as cidades com menos infraestrutura. “O objetivo é ser rápido porque tão importante quanto o recurso é disponibilizar no prazo necessário que a crise requer”. 

O BNDES também detalhou que está em fase final de estruturação a linha emergencial de crédito de R$ 40 bilhões, voltado para as folhas de pagamentos das pequenas e médias empresas. A ideia é que com o recurso as empresas consigam pagar dois meses de salários dos empregados, em contrapartida elas não podem demitir os funcionários nesse período. Os beneficiados vão ter até 30 meses para pagamento com carência de 6 meses para cobrança de juros.

Para saber mais acesse o link.

Leia mais: https://www.gov.br/pt-br/noticias/financas-impostos-e-gestao-publica/2020/03/bndes-disponibiliza-r-2-bilhoes-para-o-segmento-de-saude-em-combate-ao-coronavirus