Com recursos do MEC, Hospital das Clínicas de Porto Alegre amplia leitos de terapia intensiva

Combate ao coronavírus

Com recursos do MEC, Hospital das Clínicas de Porto Alegre amplia leitos de terapia intensiva

Capacidade de atendimento passa de 53 para 105 leitos; medida irá ajudar no atendimento de casos graves causados pelo novo coronavírus

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) ampliou a capacidade dos atendimentos de terapia intensiva. O hospital passará a contar com 105 leitos em um novo Centro de Terapia Intensiva (CTI). A unidade atual tem 53 leitos. O avanço foi possível devido ao repasse de recursos do Ministério da Educação (MEC). O HCPA é referência no atendimento a casos graves causados pelo novo coronavírus.

A obra física do novo CTI foi entregue em outubro de 2019. Com o surgimento da pandemia de Covid-19, o MEC liberou no início de março, emergencialmente, R$ 57 milhões para que o hospital comprasse os equipamentos e pagasse as despesas de custeio para colocar a unidade em funcionamento.

O CTI será implementado de forma gradual, por módulos, conforme as necessidades relativas ao avanço da pandemia e a velocidade de contratação de equipes para atuarem na área. Até sexta-feira, 3 de abril, dez novos leitos de terapia intensiva dedicados, exclusivamente, a pacientes portadores de Covid-19 devem ser instalados. Além disso, o MEC analisa o pedido de 775 vagas para profissionais assistenciais e de apoio para atuarem na unidade.

O HCPA é uma instituição pública e universitária, integrante da rede de hospitais universitários do MEC e vinculada academicamente à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

De acordo com a diretora-presidente do HCPA, Nadine Clausell, o investimento realizado pelo MEC é um reconhecimento do protagonismo dos hospitais universitários no sistema de saúde brasileiro. “Temos vocação e expertise para a alta complexidade, profissionais muito capacitados e um ambiente acadêmico que favorece a qualidade e a segurança da assistência baseada em evidências científicas”, afirma.

Clausell destaca que a instalação, em tempo recorde, de leitos de CTI foi possível graças à sensibilidade do MEC e à soma de muitos esforços dos ministérios da Saúde e da Economia, do governo do Rio Grande do Sul, da Prefeitura de Porto Alegre, além de gestores e profissionais do hospital.

Melhorias – A construção do prédio do novo CTI teve início em 2014 e foi concluída no ano passado. A nova unidade de terapia intensiva e outro edifício anexo ampliaram a área física do HCPA em quase 70%. As obras foram realizadas com recursos do MEC. Cerca de R$ 504 milhões foram investidos nas melhorias.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do HCPA

Leia mais: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=87101:com-recursos-do-mec-hospital-das-clinicas-de-porto-alegre-amplia-leitos-de-terapia-intensiva&catid=12