Com o tema “O Rio Grande do Sul pós-reformas e as expectaçãos políticas para 2020”, o secretário-chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, foi convidado para apresentar a empresários do Lide RS – Grupo de Líderes Empresariais as estratégias do governo para este ano.

Na reunião-almoço realizada no Sheraton Porto Alegre Hotel, nesta sexta-
feira (13/3), o secretário iniciou sua fala apresentando a construção e a evolução que o governo do Estado atravessou até a aprovação da Reforma RS – pacote de medidas estruturantes aprovadas pela Assembleia Legislativa entre dezembro e janeiro.

“Somos um governo não de ruptura, mas de evolução. Começamos com a autorização para venda das estatais, já iniciadas no governo Sartori, passando pela mais profunda reforma estrutural que o Estado teve que enfrentar. A partir de agora, vamos propor uma reforma tributária para que possamos retomar a capacidade de investimento, além de atrair novos negócios e valorizar aqueles que acreditam no nosso Estado”, disse.

As alíquotas dos militares e a lei gaúcha de inovação completam os temas deste primeiro semestre. Otomar destacou ainda a importância do diálogo e da verdade dos fatos, premissa adotada pelo governo desde o início das relações com os diferentes poderes. O líder do governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes, também foi palestrante do evento.

“Sob a liderança do deputado Frederico Antunes, construímos, juntos, uma base aliada sólida e em sintonia com as mudanças necessárias para o Estado avançar em questões estruturantes”, acrescentou Otomar Vivian.

Frederico Antunes, o “capitão” do time, como intitulado pelo chefe da Casa Civil, destacou o respeito com o trabalho desenvolvido e iniciado pelo governo anterior e os avanços desde o início da atual gestão. “Definimos um canal permanente entre o Executivo e o Parlamento, algo estratégico para que nossas convicções pudessem se tornar votantes no Legislativo, o que vem acontecendo de forma muito positiva. Trabalhamos no primeiro período formando maiorias para que pudéssemos executar os planos traçados e contribuir para o Estado”, afirmou.

De acordo com o presidente do Lide-RS, Eduardo Fernandez, a proximidade dos gestores públicos com o segmento empresarial é fundamental para mostrar a importância do impacto das reformas. “Os projetos implementados são para sanar um problema que agrava o Estado. Em breve, não teríamos oportunidade de investimentos. Esse foi um passo inicial e queremos estar envolvidos nos próximos passos, apoiando para que medidas como essas tirem o peso de um Estado inchado, letárgico, burocrático e para que se torne mais ágil”, destacou.

O Lide é uma organização privada, que reúne empresários em diversos países e busca debater o fortalecimento da livre iniciativa do progresso econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no segmento público e privado. 

Participaram do encontro o presidente da Assembleia, deputado Ernani Polo; o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o ex-governador Germano Rigotto; o ex-vice-governador José Paulo Cairoli; o desembargador Francisco José Moesch; o vice-prefeito de Porto Alegre, Gustavo Paim; o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Marcelo Gazen; o prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, e o deputado estadual, Rodrigo Lorenzoni, entre outras autoridades.

Texto: Grazielle Araujo e Jessica Gamarra/Ascom Casa Civil
Edição: Secom