Brasília, 30/03/2020 – Em todas as Unidades da Federação, militares das Forças Armadas estão envolvidos no combate ao Coronavírus. Até o momento, a Operação Covid-19 conta com mais de 5,5 mil mulheres e homens da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Cerca de 660 viaturas, 53 embarcações, três aeronaves estão sendo empregadas pelos 10 Comandos Conjuntos e pelo Comando Aeroespacial permanente.

Em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o Exército realizou a distribuição de 150 mil litros de água potável a moradores da zona rural de São Sepé, para consumo e higienização. Já no município de Rio Grande, a Marinha apoiou a prefeitura local na entrega de 200 cestas básicas a famílias de baixa renda.

Em Foz do Iguaçu, no Paraná, a Força Terrestre levou alimentos aos argentinos que não puderam regressar ao seu país. Já em Palmeira, no mesmo estado, o Exército auxiliou a prefeitura da cidade com a distribuição de 12 mil kits com álcool spray, sabonete líquido e alimentos para as famílias dos alunos do Colégio Estadual Dom Alberto Gonçalves.

Já no Centro Oeste, em Dourados, no Mato Grosso do Sul, militares do Exército reúnem-se com os diversos órgãos e agências governamentais nas áreas de Saúde e da Segurança Pública. O objetivo é definir estratégias e ações para a prevenção e o controle da Covid-19.

No Nordeste, militares da Marinha e do Exército iniciaram, na quinta-feira (26), capacitação em Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (BNQR) para atuarem na Operação Covid-19, nos estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba.

No Norte do País, em Boa Vista, Roraima, a Operação Acolhida, que recebe imigrantes da Venezuela, está adotando diversos protocolos para garantir a segurança da população abrigada e dos demais habitantes das áreas urbanas. Em Porto Velho, Rondônia, tendas estão sendo montadas do lado de fora dos hospitais Cosme e Damião e João Paulo II por militares das Forças Armadas. O objetivo é preparar equipes e unidades, para atender possíveis pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. No local, será realizada a triagem dos pacientes com possíveis casos da Covid-19. Ainda na Região Norte houve a descontaminação do Terminal Hidroviário de Belém e inspeção naval por todas as capitanias dos Portos.

Em diversas localidades da nação brasileira, dentre as quais no Rio de Janeiro (RJ), em Belo Horizonte (MG) e em Vila Velha (ES), os militares apoiaram os profissionais da saúde na vacinação contra H1N1.

Por Tenente Edwaldo Costa, Tenente Raquel Alves e Mariana Alvarenga

Foto: divulgação

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Ministério da Defesa (MD)
(61) 3312-4071

Leia mais: https://www.defesa.gov.br/noticias/67468-forcas-armadas-seguem-no-combate-ao-coronavirus-e-no-apoio-a-populacao-em-quarentena