Prefeitura se reúne com entidades do comércio

Desde o dia 20, o município tem um decreto que restringe atividades em toda a sua área Desde o dia 20, o município tem um decreto que restringe atividades em toda a sua área

A Prefeitura de Lajeado reuniu-se na manhã desta segunda-feira (30/03) com representantes do Fórum das Entidades de Lajeado, que reúne instituições de diversos setores produtivos e organizações sociais do município. O tema da reunião foi debater alternativas para uma eventual retomada de atividades comerciais na cidade. Desde o dia 20, o município tem um decreto que restringe atividades em toda a sua área com o objetivo de limitar a movimentação de pessoas para reduzir os riscos de contaminação pelo coronavírus.

As entidades entregaram ao prefeito Marcelo Caumo um documento detalhando uma proposta de flexibilização para as atividades comerciais, com sugestões de datas e de cuidados no atendimento. O município avaliará o documento e levará para ser analisado em conjunto pelo Grupo de Contingenciamento e Acompanhamento do Coronavírus – Lajeado, que se reúne diariamente para acompanhar a evolução dos casos e o avanço da epidemia no município.

O decreto municipal com as restrições, que teve seu prazo estendido na última sexta-feira, segue válido por tempo indeterminado. Ainda não há definição sobre prazo para a retomada das atividades. Representantes do grupo do Fórum das Entidades foram convidados a participar da reunião de terça-feira do Grupo de Contingenciamento e Acompanhamento do Coronavírus – Lajeado para dar continuidade à conversa.

Reunião com líderes religiosos

À tarde, o prefeito reuniu-se com líderes religiosos. Eles buscavam informações sobre como o município agirá em relação às celebrações religiosas, uma vez que eventos como missas e cultos não estão permitidos pelo decreto vigente, mas estão permitidos pelo decreto estadual com limitação de 30 pessoas. A Prefeitura ficou de avaliar uma proposta de medida para apresentar aos pastores e padres, dependendo da evolução dos casos de coronavírus no município. Uma nova reunião na próxima semana deverá definir o tema.