Sema suspende captação de água no rio Vacacaí que não seja para abastecimento público

A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) estabeleceu a suspensão imediata das captações de água no rio Vacacaí. A medida foi motivada pelo baixo nível do rio devido ao longo período de estiagem e compreende o trecho entre a barragem VAC4 e a cidade de São Gabriel. As captações ficam autorizadas apenas para o abastecimento humano. A decisão está em portaria de 27 de março de 2020 publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30/3).

A medida considerou o agravamento das condições de estiagem na região onde a bacia hidrográfica do rio Vacacaí está inserida e a notificação do Ministério Público de São Gabriel quanto à possibilidade de ocorrer desabastecimento na cidade em função da estiagem e da utilização da água para irrigação. Também levou em conta informações da Conságua, consórcio responsável pelo reservatório VAC 4, bem como dados obtidos pela São Gabriel Saneamento, concessionária responsável pelo abastecimento.

O documento determina ainda que o Conságua deve encaminhar diariamente ao Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento da Sema informações sobre o nível e a vazão do reservatório. Além disso, a São Gabriel Saneamento deve gerar e informar dados sobre o nível da água no local de captação.

A portaria também prevê que a São Gabriel Saneamento apresente um Plano de Emergência e Contingência para o abastecimento da população, caso a estiagem se agrave. O Conságua deve encaminhar a relação dos irrigantes com a localização das captações.

Clique aqui para acessar o documento completo.

Medida semelhante foi adotada pela Sema na primeira semana de fevereiro, quando as captações diretas de água do rio Gravataí, na região metropolitana, foram suspensas devido ao nível crítico por falta de chuva. A ação foi determinante para garantir o abastecimento à população.

Texto: Bárbara Corrêa/Ascom Sema
Edição: Secom