Dos 49.492 casos diagnosticados, 26.573 indivíduos são consideradas recuperadas e outras 19.606 estão em acompanhamento. Informações foram atualizadas até as 14h desta quinta-feira (23)

O Ministério da Saúde registra 49.492 casos de coronavírus na nação brasileira e 3.313 mortes até as 14h desta quarta-feira (22), segundo informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde. Até agora, do total de casos confirmados, 26.573 indivíduos são consideradas recuperadas, correspondendo a 54% dos casos diagnosticados e outras 19.606 permanecem em acompanhamento.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 3.735 novos casos e 407 novos óbitos. “A gente teve um crescimento nos óbitos acima do que vinha acontecendo anteriormente. Ainda não é possível dizer se isso representa um esforço em fechar os diagnósticos ou se representa uma tendência de crescimento. Como falei ontem, a gente avalia todo o dia o que está acontecendo, até hoje à tarde e, a partir das informações novos, definimos as novas ações”, explicou o ministro da Saúde, Nelson Teich.


Leia também:


Segundo o ministro, o Governo Federal está empenhado em agir da forma mais eficiente e rápida possível no enfrentamento ao coronavírus. “Os modelos, expectativas e previsões devem ser feitos com as informações mais recentes, porque a gente projeta para um espaço mais curto, próximos 14 dias, porque é muito mais preciso. Essencialmente vamos ter que ver nos próximos dois dias o que vai acontecer e vamos ter uma ideia do que está ocorrendo para adotar as ações necessárias”, disse Teich.

Clique para ver o detalhamento de casos e óbitos por UF

Todos os estados brasileiros registram casos e mortes por coronavírus. São Paulo concentra a maior parte das notificações, com 16.740 casos e 1.345 mortes. Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, com 6.172 casos e 530 óbitos. A taxa de letalidade por coronavírus.

Situação do coronavírus até hoje – 23.04.2020

  • Total de casos = 49.492
  • Óbitos confirmados = 3.313
  • Em acompanhamento = 19.606
  • Estimativa de recuperados = 26.573

Grupos de risco

Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, indivíduos de qualquer idade que tenham comobirdades, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma e puérperas, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus.

Assista, na íntegra, à coletiva com atualização das informações

Saiba mais sobre coronavírus acessando nossa página especializada

Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa:
(61) 3315.3580