Brasília (DF), 03/04/2020 – A Operação Covid-19 mobilizou mais de 25 mil militares com o propósito de enfrentar o coronavírus, resguardar a população brasileira do contágio e dar suporte neste novo cenário de isolamento social. Os esforços acontecem diariamente, por todo o país. Até o momento, o trabalho conta com 214 barracas, 5 aeronaves, 792 viaturas e 60 embarcações.

Na Região Sul, o Comando Conjunto ativado organiza campanha de doação de sangue em Cruz Alta (RS). O intuito é repor os estoques de sangue que foram reduzidos devido ao baixo fluxo de doadores. Em Uruguaiana (RS), militares e órgãos da segurança pública receberam 53 brasileiros que estavam na Argentina e retornaram por iniciativa da embaixada desse país.

Em Santo Ângelo (RS), as equipes apoiaram a prefeitura na campanha de vacinação contra o H1N1. Na ação, organizaram cerca de 600 idosos e profissionais da saúde no sistema de imunização “drive-thru”, de modo a evitar que os atendidos saíssem de seus veículos, evitando aglomeração. Em Canoas (RS) e em Pelotas, no mesmo estado, também houve doação de sangue para manutenção em hospitais e hemocentros.


Ainda em Canoas, a Força Aérea Brasileira cedeu 78 camas para hospitais adaptados. Já em Rio Grande (RS), militares estão se preparando para realizar desinfecção de espaços públicos por meio do Estágio Básico de Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica. Em Santa Maria (RS), auxiliada pela prefeitura, uma equipe do Exército fez a manutenção de mobiliário hospitalar e o transportou para o Hospital Regional de Santa Maria.

Na Região Sudeste, em Brasópolis (MG), o 4º Batalhão de Engenharia de Combate instalou barracas no Hospital São Caetano, em apoio às ações da 4ª Região Militar. A ação foi em cooperação com órgãos de saúde da rede municipal, para o atendimento médico da população.

Na Região Centro-Oeste, em Corumbá (MS), a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira reúne-se com órgãos governamentais nas áreas de Saúde e Segurança Pública para definir estratégias sobre a repatriação de brasileiros vindos da Bolívia. Em Campo Grande (MS), capital do estado, militares fizeram a descontaminação do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Foto: Marinheiro Benites

Na Região Norte, em Porto Velho (RO), militares fazem doação coletiva de sangue. Em Brasília, a ação foi realizada pelo Comando Conjunto Planalto para o Hemocentro de Brasília.


A Operação Covid 19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas para atuar na coordenação e planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à Covid-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia e recebeu o nome de Operação Covid-19.

As demandas recebidas no Ministério da Defesa de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliar a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Por Tenente Raquel Alves, Tenente Franklin e Mariana Alvarenga

Fotos: Divulgação

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Ministério da Defesa (MD)
(61) 3312-4071 

Leia mais: https://www.defesa.gov.br/noticias/67622-militares-das-forcas-armadas-realizam-doacao-de-sangue-para-reforcar-estoques-em-hospitais-em-todo-o-pais