TELESUS

Mais de 1 milhão de indivíduos procuraram os serviços de teleatendimento do SUS para receber orientações sobre sinais e sintomas do coronavírus

Os serviços de teleconsulta do Sistema Único de Saúde, o TeleSUS, já foram buscados por mais de 1 milhão de indivíduos. Deste total, 471,6 mil foram avaliadas à distância pelo Ministério da Saúde sobre os sintomas do coronavírus, por meio dos serviços 136, Chatbot, Aplicativo, Busca Ativa e Acompanhamento. Entre os que foram avaliados, 89% foram considerados saudáveis. Cerca de 13 mil indivíduos foram encaminhadas para teleatendimento pré-clínico com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

“Quem tem sintomas gripais deve usar o maior sistema de atendimento à distância já criado num sistema universal de saúde. As indivíduos serão atendidas por um robô inteligente e, se necessário, encaminhadas para enfermeiros e médicos que, ao telefone, lhes darão orientações adequadas sobre medicação, se devem ficar em isolamento e se os familiares também devem fazer o isolamento”, explica o secretário nacional de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzheim.

Desde o dia 1º, quando o TeleSUS foi lançado, até as 10h30 de hoje (7/4), o serviço de Busca Ativa efetivou 424 mil ligações automáticas, que servem para acompanhar a evolução da doença e mapear áreas de risco de contágio do coronavírus, a partir da identificação precoce de indivíduos com sinais e sintomas de síndrome gripal. Esse mecanismo permite identificar antecipadamente indivíduos vulneráveis, com sinais e sintomas de infecção por coronavírus e encontrar possíveis casos.

“Milhares de indivíduos tem recebido ligações do 136, estando ou não com sintomas, porque nós estamos preocupados com todos. Nessa ligação, nós perguntamos se a pessoa tem sintomas ou não e o que ela deve fazer em cada uma dessas situações. Aquelas que forem caracterizadas como portadoras de síndrome gripal e talvez risco de estar com Covid-19, serão monitoradas diariamente ou a cada 48h e receberão orientação mais precisa do local adequado para procurarem, caso tenham um agravamento da situação”, explica Erno Harzheim.

Mais de 27 mil atendimentos foram ou estão sendo acompanhados, diariamente ou a cada dois dias, a depender de cada caso. Desse total, 66,75% apresentaram melhora, 26,6% permaneceram estáveis e 6,6% pioraram. “Ligue para nós, nós ligamos para vocês”, sintetiza o secretário de Atenção Primária.

ATENDIMENTO À DISTÂNCIA

Por meio do aplicativo “Coronavírus SUS”, pelo chatbot disponível na página do Ministério da Saúde na internet ou ligando diretamente para o 136 e escolhendo a opção 1, a população pode buscar ajuda para identificar sinais da doença. Mais de 20 mil atendimentos já foram registrados nessas ferramentas. Só o telefone 136 recebeu mais de 17 mil ligações, sendo que 5,5 mil dos atendimentos foram considerados de alto risco e encaminhados para a teleconsulta. Já o aplicativo e o chatbot contabilizaram quase 4 mil atendimentos.

“Se você tem sintomas gripais como febre, tosse, dor de garganta e dificuldade para respirar, não saia de casa. Entre em contato conosco. E se você receber a nossa ligação, atenda. Nós nos preocupamos com você”, pede Erno Harzheim.   

Por Tinna Oliveira, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 2351 / 3713