Agricultura auxilia Polícia Civil na Operação São Diogo, de combate ao roubo de agrotóxicos

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e de Abigeato (DECRAB)de Bagé e com apoio da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural  (Seapdr), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal, deflagrou hoje (26) a operação São Diogo. A ação tem por objetivo desarticular uma organização criminosa, com sede em Ijuí, especializada em furtos e roubos de defensivos agrícolas e outros crimes rurais em todo o Rio Grande do Sul.

A Secretaria participou da operação, a convite da Polícia Civil, já que havia suspeita de armazenamento de agrotóxicos, fertilizantes e sementes. Foram apreendidos 2 mil litros de agrotóxicos registrados sem origem conhecida e 18 kg de agrotóxicos ilegais de origem estrangeira, sem registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, além de aproximadamente R$ 10.000 e  alguns veículos. “Acredito que esta foi a maior operação que tivemos na região de Ijuí neste ano”, afirma o fiscal estadual agropecuário André Ebone, que participou da operação junto com o colega Márcio Amaral Albuquerque, também fiscal estadual agropecuário.

O material apreendido fica com a polícia civil até o término das investigações.

Fiscais da Seapdr participaram da operação que apreendeu agrotóxicos e fertilizantes ilegais Fiscais da Seapdr participaram da operação que apreendeu agrotóxicos e fertilizantes ilegais – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Histórico

A investigação da Decrab começou em janeiro deste ano,  após assalto a uma propriedade rural de Pedras Altas, na fronteira com o Uruguai. Na oportunidade, foram roubados aproximadamente um milhão de reais em defensivos agrícolas e maquinário. Após o fato, várias diligências foram realizadas pela Delegacia, que vinha investigando e entendendo como funcionava a quadrilha. As investigações apontam que o bando, além de roubos e furtos a propriedades rurais, também atua no comércio ilegal de armas de fogo, falsificação e comércio ilegal de defensivos agrícolas. Quatro indivíduos foram presas.

As investigações apontam que a quadrilha participou de ações nos municípios de Rio Grande, Bagé, São Vicente do Sul, Pinheiro Machado, Pedras Altas, Lageado, Cruz Alta, Santiago, Uruguaiana e São Gabriel.

Material apreendido deve ficar com a Polícia até o final das investigações Material apreendido deve ficar com a Polícia até o final das investigações – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Leia mais: http://www.agricultura.rs.gov.br/operacao-da-policia-civil-pega-quadrilha-que-roubava-agrotoxicos