A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibiliza, a partir desta quinta-feira (14/05), pesquisa para reunir contribuições de representantes de operadoras e de prestadores de serviços de saúde que atuam no segmento suplementar a respeito dos indicadores que vão compor um painel de dados relacionados à autorização, ao faturamento e à glosa dos procedimentos.
  
O formulário ficará disponível para acesso até o dia 29 de maio e abre espaço para sugestões nos cinco indicadores que deverão fazer parte do painel: tempo médio de pagamento, percentual de glosa inicial, percentual de glosa final, percentual da quantidade de guias sem retorno após 30 dias da cobrança e percentual de valor de guias sem retorno após 30 dias da cobrança.  Clique aqui para conhecer os indicadores.
 
A inadimplência contratual foi um dos problemas regulatórios mais discutidos nas reuniões da Câmara Técnica de Contratualização e Relacionamento com Prestadores (CATEC), realizadas entre 2018 e 2019. De um lado, os prestadores de serviço alegam que as operadoras de planos de saúde, sem qualquer justificativa, glosariam o faturamento de procedimentos autorizados, muitas vezes de forma linear. Do outro lado, as operadoras de planos de saúde justificam que as glosas acontecem nos casos de procedimentos não contratualizados ou em duplicidade ou de envio inadequado de informação/documentação.
 
De acordo com o diretor de Desenvolvimento Setorial da ANS, Rodrigo Aguiar, as sugestões serão primordiais para a clareza de informações segmentoiais.  “A criação do painel visa dar maior transparência sobre o comportamento do segmento em relação ao faturamento de procedimentos e aplicação de glosas, além de permitir mais estudos e efetividade regulatória quanto à temática”, afirmou.

Para mais informações sobre os indicadores para o Painel de Glosas, confira a Nota Técnica nº 18/2020/GASNT/DIRAD-DIDES