Brasília (DF), 21/05/2020 – Ao completar 60 dias, a Operação Covid-19 mantém as ações de enfrentameno ao novo coronavírus. Cerca de 34 mil militares, 1.802 viaturas, 102 embarcações e 63 aeronaves atuam em diversas ações como desinfecção, inspeção naval, doação de sangue, transporte de medicamentos, alimentos, equipamentos médicos entre outras iniciativas que demonstram solidariedade e apoio à sociedade.

A ação denominada “Campanha Solidária Mão Amiga”, iniciada este mês e sem data para término, conta com o apoio do 2º Batalhão Ferroviário (2º BFv), Batalhão Mauá, integrante do Comando Militar do Planalto. Nessa ação, foram entregues mais de 3 toneladas de alimentos a entidades beneficentes que atendem à população de baixa renda em Araguari, Minas Gerais.

Doações
A solidariedade destaca-se nas ações de doação de sangue, alimentos, agasalhos e máscaras, por exemplo. Os militares do Comando Conjunto Nordeste doam sangue, diariamente, em Aracaju, Sergipe, para manter os bancos abastecidos durante o período da pandemia. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Paraíba, Manaus e vários outros estados a doação de sangue também é constante.

A distribuição de kits alimentação para as famílias do Programa Forças no Esporte (PROFESP) é outra ação continuada. Na capital cearense, foram entregues 180 kits. Também houve entrega de kits em Sergipe, São Paulo, Santa Catarina, Alagoas, Amazonas, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte.
Um C-105 Amazonas, da Força Aérea Brasileira, transportou, de Manaus para Tabatinga, no Amazonas, 55 cilindros de oxigênio doados. Em Botucatu, São Paulo, 41 integrantes do Tiro de Guerra distribuíram, aproximadamente, 6 mil máscaras de tecido para a comunidade local.

Desinfecção
Uma das ações mais realizadas pelas Forças Armadas, a desinfecção, continua a ser feita em todo o País. Em Maceió, Alagoas, os militares descontaminaram terminais rodoviários e metroviários. A Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR) do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas higienizou o Hospital Divina Providência, em Marituba, Pará. A unidade de saúde atende pacientes de mais de 72 cidades paraenses.

Em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, o Comando Conjunto Oeste descontaminou o Hospital de Campanha e o 7° andar do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, além do Hospital da Universidade Federal do Estado. O Comando Conjunto do Rio Grande do Norte e Paraíba higienizou agências dos Correios e o Complexo Penitenciário de Alcaçuz, maior unidade prisional do Estado potiguar.

Já no Rio de Janeiro, a desinfecção foi nos calçadões e terminais rodoviários dos municípios de Magé e Piabetá. Mais de 50 militares foram envolvidos. Escritórios, escadas, corredores, bancos, guichês, entradas e saídas, assim como embarque e desembarque de passageiros foram limpos pela equipe especializada em defesa NBQR do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais (GptOpFuzNav-NBQR).

Mais de 600 estudantes da Escola de Sargentos de Logística (EsSLog) passaram por rigorosa triagem, com medidas preventivas, tais como higienização das bagagens, verificação de temperatura e questionamentos clínicos. A atividade contou com força-tarefa formada por militares da própria unidade, do 1° Batalhão de Defesa Química Biológica Radiológica e Nuclear e do Instituto de Biologia do Exército (IBEx).

Em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, o 3º Grupo de Artilharia Antiaérea do Exército mantém elevados os níveis de preparação da tropa, pronta para cumprir as missões operacionais e prosseguir no combate à Covid-19. Em outro ponto do País, a fiscalização de transportes aquaviários para evitar aglomerações ocorre no Delta do Parnaíba, no Piauí.

Os profissionais de imprensa que fazem parte de um dos serviços essenciais durante a pandemia e estão em contato constante com a população receberam, dos militares do Comando Conjunto Leste, capacitação técnica em desinfecção. A ação foi no Pavilhão das Artes, do Rio Centro. A medida visa a segurança dos profissionais e dos demais cidadãos com quem eles têm contato. Além do treinamento, músicos das três Forças tocaram canções de MPB na área externa do Hospital de Campanha existente no local.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

Por Ten Tássia com informações dos Comandos Conjuntos
Fotos: divulgação Forças Armadas

Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite o Flickr da Operação.


Saiba mais:

Além de arrecadar alimentos, Forças Armadas distribuem refeições à população

Representante do governo federal da Defesa acompanha ações de combate à Covid-19 e a delitos ambientais

Operação Covid-19 completa 60 dias em apoio à população de todos os recantos da nação brasileira

Confira os destaques da semana:

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Leia mais: https://www.defesa.gov.br/noticias/69215-apos-60-dias-de-operacao-forcas-armadas-se-mantem-atuantes-no-combate-a-covid-19