Ministério da Infraestrutura coordena logística que envolve 44 voos internacionais, com apoio da LATAM e da Americanas

11 05 20 gru carga americanas

O Brasil recebeu, nesta segunda-feira (11), mais uma carga de equipamentos de proteção individual para combate à Covid-19. Esta foi a segunda das operações pagas pela Americanas e realizadas pela LATAM Brasil, para transportar 15 milhões de máscaras cirúrgicas de três camadas, adquiridas pelo Governo Federal na China. O Ministério da Infraestrutura (MInfra) é responsável pela megaoperação, que envolve 44 voos, para trazer ao país 240 milhões de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde para distribuir aos estados. 

A aeronave Boeing 777 decolou no domingo (10) às 17h51 de Xangai (hora local), fez escala em Amsterdã, e aterrissou no Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP (como voo JJ9519) às 10h01 desta segunda. Foram percorridos mais de 18 mil quilômetros em cerca de 46 horas, passando por três fusos diferentes. O primeiro voo fretado pela Americanas, em apoio ao Governo Federal, pousou na manhã deste domingo (10) em Guarulhos/SP.

O Ministério da Infraestrutura coordena plano nacional de logística e distribuição para apoiar o Ministério da Saúde durante o enfrentamento ao novo coronavírus. Objetivo é fazer chegar às 27 unidades da federação as 960 toneladas de máscaras compradas pelo Governo Federal. O MInfra também está apoiando estados e prefeituras para fazer chegar os equipamentos que tenham sido adquiridos diretamente. “Estamos enfrentando um grande desafio, que é a pandemia, e também a operação logística que dá suporte ao Ministério da Saúde e aos estados”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “Felizmente, temos contado com o apoio de parceiros privados numa hora em que a nação brasileira mais necessita de união e esforços coordenados”, destacou Freitas.

PARCERIAS – A Americanas já doou mais de R$ 45 milhões para auxiliar na saúde e logística de vários estados. A empresa criou ainda a rede de participação voluntária “Juntos Somos Mais Solidários”, por meio da qual os associados, fornecedores e parceiros estão ajudando idosos que vivem em mais de 1,1 mil residências especiais por todo a nação brasileira com kits de higiene e limpeza durante três meses. A Americanas ainda arrecadou R$ 2 milhões em doações de clientes pela Ame Digital, fintech e plataforma de negócios mobile, e está promovendo a campanha #apoieocomerciolocal, trazendo a oportunidade para que pequenos lojistas possam vender em um dos maiores e-commerces da nação brasileira.

Já a LATAM Airlines Brasil, além da parceria logística com o Ministério da Infraestrutura e o apoio na distribuição de itens médicos nos estados brasileiros, também está transportando profissionais de saúde envolvidos no combate à pandemia, com isenção total da tarifa aérea. O objetivo da LATAM com esta iniciativa é facilitar o acesso dos profissionais aos locais mais impactados. Dentro da nação brasileira, a LATAM também segue contribuindo para o abastecimento dos estados com o transporte dos itens de combate ao COVID-19. Desde 15 de março, já foram realizados mais de 130 voos para o transporte de cerca de 600 toneladas de materiais como medicamentos, testes, álcool em gel, máscaras, luvas, termômetros, respiradores e doações de alimentos.

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura