Representante do governo federal da Educação atribuiu o problema ao grande número de acessos simultâneos; vestibulandos ainda reportam dificuldades nas redes

O Globo com G1

15/05/2020 – 12:40 / Atualizado em 15/05/2020 – 12:48

Portal do Inep Foto: Reprodução Portal do Inep Foto: Reprodução

RIO — Estudantes que se inscreveram para a edição 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm relatado problemas na geração do boleto de pagamento, no valor de R$ 85, pelo sistema do portal do exame. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, atribuiu o problema ao fluxo de acessos simultâneos ao site, mas afirmou que a anomalida foi “solucionada”.

Enem: Manutenção de datas do exame expõe desigualdades entre estudantes, dizem especialistas

Os candidatos enfrentam problemas desde a abertura das inscrições do Enem, na última segunda-feira. O boleto é gerado por um robô virtual batizado de Beto. Vestibulandos têm promovido a hashtag #CadêoBeto no Twitter para cobrar respostas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).  

Apesar do ministro ter dado o problema como solucionado, alguns estudantes continuam reportando problemas nas redes sociais. Os boletos devem ser pagos até o dia 28 de maio. As inscrições, por sua vez, terminam no dia 22.

Weintraub orientou os candidatos a procurarem canais oficiais de comunicação do MEC caso os problemas persistam. Entre as opções oferecidas estão o telefone 0800 616161, que só pode ser contatado por meio de telefones fixos, ou pela internet.

Segundo o último balanço do Inep, comunicado na última quarta-feira, 2.693.757 candidatos já se inscreveram para a prova digital e 95.626 para a modalidade digital, que é opcional e, segundo o MEC, será limitada a 100 mil candidatos.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/sociedade/candidatos-relatam-problemas-na-geracao-de-boletos-do-enem-24428804