Consumidor.gov ganha nova versão para celular

A plataforma Consumidor.gov.br acaba de disponibilizar ao consumidor uma nova versão para celular mais ágil e funcional. O aplicativo pode ser baixado, gratuitamente, nas lojas virtuais, e tem o mesmo conteúdo da plataforma online. 

Consumidor.gov.br é um serviço público que possibilita a resolução de problemas diretamente entre o consumidor e a empresa, pela internet, de forma simples, sem a necessidade da instauração de processo administrativo ou judicial. 

O secretário nacional do consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luciano Timm, explicou que, com o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, surgiu a necessidade de melhorar o canal de comunicação via aplicativo. “Isso permite que o consumidor possa se manifestar direto da sua própria casa, é um canal de contato direto com as empresas”, disse. 

“Significa a mesma agilidade e funcionalidade do site, mais fácil aos consumidores. Essa plataforma é uma plataforma de negociação que permite que consumidores se comuniquem com as empresas. Em 10 dias a empresa tem que responder”, explicou. A secretaria calcula que 80% das reclamações registradas no site são solucionadas pelas empresas, que respondem às demandas dos consumidores em um prazo médio de sete dias. 

Inicialmente, a nova versão está disponível para aparelhos que utilizam o sistema Android. 

Balanço 

A plataforma Consumidor.gov,br já registrou mais de 2,7 milhões de reclamações e conta com uma base de mais de dois milhões de usuários cadastrados. São aproximadamente 800 empresas participantes representando setores como o de telecomunicações, bancos, varejo, indústria, transporte aéreo e planos de saúde. Apenas em 2020, 176 novas empresas aderiram à plataforma. 

Como usar 

  • Primeiro, o consumidor verifica se a empresa contra a qual quer reclamar está cadastrada no site. 
  • Então, registra a reclamação e a empresa tem até dez dias para analisar e responder 
  • Em seguida, o consumidor tem até 20 dias para comentar e classificar a resposta da empresa. É preciso informar se a reclamação foi resolvida ou não e ainda indicar o nível de satisfação com o atendimento recebido.

Leia mais: https://www.gov.br/pt-br/noticias/justica-e-seguranca/2020/05/consumidor-gov-ganha-nova-versao-para-celular