Ministério da Infraestrutura assina memorando de entendimento com Banco Mundial

Parceria tem como objetivo desenvolver estudos da logística do Arco Norte para ferrovias e hidrovias

O secretário-Executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, assinou, na última sexta-feira (22), um Memorando de Entendimento com o Banco Mundial, que tem o objetivo de realizar avaliações técnicas visando melhorias na logística de exportação e desenvolvimento regional nas rotas do Arco Norte. Os primeiros estudos já foram iniciados e serão voltados para possibilidades de exploração de hidrovias na região com viés para futuras concessões.

“Estamos firmando está cooperação com o Banco Mundial para concentrar esforços no Arco Norte e expandir a rede de escoamento de produtos para exportação no Brasil, incentivando, assim, o crescimento do agronegócio no país”, afirma o secretário.

Os principais estados que estarão nas avaliações realizadas serão: Tocantins, Amazonas e Pará, através de otimização do sistema ferroviário Norte – Sul. Serão identificadas necessidades de intervenções críticas para impulsionar o desenvolvimento regional ao longo do corredor logístico e avaliações de pré-viabilidade do envolvimento do setor privado na gestão de infraestruturas, no que diz respeito às vias navegáveis.

ARCO NORTE – Compreende portos ou estações de transbordo, estratégicos para a competividade do país, das regiões Norte e Nordeste. São considerados fundamentais para o escoamento da produção de grãos. O sistema é formado pelos portos de Porto Velho (RO), Miritituba (PA), Santarém (PA), Barbacena (PA), Itacoatiara (AM), Manaus (AM) e Itaqui (AM), entre outros.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura