Ministro do Turismo participa de abertura de consulta pública para concessão de parques nacionais

PARQUES NACIONAIS

Prazo para participação popular vai até julho e edital deve ser lançado ainda em dezembro deste ano

Por Victor Maciel

27_05_ministro.jpeg

A expectativa é de que a medida amplie o número de visitantes nos locais e aumente a ocupação hoteleira anual. Crédito: Roberto Castro/MTur

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, participou nesta quarta-feira (27.05) da cerimônia de abertura da consulta pública para a concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula, localizadas no Rio Grande do Sul. As duas unidades fazem parte de um amplo projeto do governo federal para a atração de investimentos que impulsionará os principais destinos e atrativos do país. A expectativa é de que, com esta ação, haja um incremento de 30% no número de visitantes nos locais e uma ocupação hoteleira anual, em média, de 60%.

Em sua fala, Álvaro Antônio, destacou a necessidade de haver as concessões, principalmente no setor turístico. “As concessões são fundamentais para o Brasil. Enquanto que nos EUA, os parques recebem cerca de 300 milhões de turistas todos os anos, aqui esse número chega a 10 milhões. Estamos trabalhando para buscar a infraestrutura em torno dos parques e para potencializar esse número. Esse processo vai ser fundamental para a nossa retomada”, ressaltou.

Presente na cerimônia, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, destacou a relevância desse processo para o país. “É importantíssimo podermos avançar nesse modelo de concessões no qual o setor privado fará o que o poder público não pôde fazer nos últimos anos. Vamos mudar o conceito de concessões de parques que dava poucas alternativas”, pontuou.

A consulta pública deve ser finalizada em julho e o edital para a concessão dos parques deve ser publicado ainda em dezembro deste ano. A proposta é que os concessionários invistam recursos, já nos primeiros meses, em edificações existentes e na construção de unidades de hospedagens nos locais. Todo o processo está obedecendo aos princípios da proteção e desenvolvimento das unidades de conservação, transparência e uma gestão menos complexa.

VISITA TÉCNICA – Em outubro de 2019, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, enviou uma equipe técnica do Ministério do Turismo para potencializar o turismo na região. O objetivo era realizar um diagnóstico e definir medidas a serem trabalhadas no entorno das florestas nacionais em prol do aprimoramento do setor. Além da visita, os técnicos realizaram reuniões de diagnóstico turístico com interlocutores estratégicos e empresários dos municípios.

Edição: Vanessa Castro