Residências: 2.870 bolsistas regularizaram cadastro e já irão receber o pagamento

NOTA À IMPRENSA

A despeito de todos os esforços do Ministério da Saúde para garantir a regularidade no pagamento de bolsas concedidas para Programas de Residência Médica e Residência em Área Profissional da Saúde, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SGTES) informa que dos 4.199 cadastros que apresentaram inconsistências nas informações transmitidas pelos próprios residentes e ou instituições de ensino, 2.870 bolsistas já corrigiram os dados informados e 1.329 cadastros ainda constam com erros como conta bancária bloqueada, agência inexistente e digito verificador da conta errado.

Apesar dos reiterados informes encaminhados aos coordenadores de Residência no intuito de sanar os erros informados e agilizar o pagamento das bolsas, o Ministério da Saúde vem a público solicitar o apoio dos então coordenadores, bem como da Associação Nacional de Médicos Residentes (ANMR) para que, juntos, possamos zerar as inconsistências nos cadastros dos residentes e dar prosseguimento à regularidade dos pagamentos de bolsas concedidas.

Atualmente o Ministério da Saúde financia o total de 22.302 bolsas, sendo 13.496 de Residência Médica e 8.806 de Residência em Área Profissional da Saúde. Deste total, 10.520 são de residência em primeiro ano (R1) e cujos 4.199 cadastros iniciais apresentaram inconsistência nas informações transmitidas, representando o quantitativo das bolsas em atraso no pagamento. O valor bruto das bolsas de residência é de R$ 3.330,43. O Ministério da Saúde compromete-se, com o apoio dos entes envolvidos, a efetivar os pagamentos das bolsas aos residentes até o próximo dia 15 de maio.

Atendimento à imprensa

(61) 3315-2745 / 2351 / 3580