Videoconferência foi realizada, nesta quinta-feira (21), pela revista Transpodata e pela Academia do Transporte

WhatsApp Image 2020 05 21 at 18.01.16

O secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello Costa, participou, nesta quinta-feira (21), da live Notáveis do TRC, realizada pela revista Transpodata e pela Academia do Transporte. O debate teve como objetivo discutir o momento do transporte rodoviário de carga em tempos de pandemia do novo coronavírus.

No encontro, o secretário ressaltou as medidas que estão sendo tomadas, no âmbito do Ministério da Infraestrutura (MInfra), para mitigar os impactos do vírus no segmento. “O papel do MInfra é de definir caminhos e soluções para os problemas e gargalos causados nesse momento que estamos vivendo”, afirmou Costa.

Segundo o secretário, as soluções que o MInfra está tomando, desde o início, para diminuir os impactos da crise, continuam sendo as mesmas. A parceria com a iniciativa privada, por meio da oferta de um programa de investimentos em projetos de concessões, vai ajudar a fazer o que não era possível apenas com os recursos públicos.

“O Brasil é um dos únicos países que possui uma carteira de projetos de investimento para a captação madura de recursos no exterior e que reconhecidamente era fruto de interesse de diversos países”, explica o secretário.

Ainda no debate, Costa afirmou que o Governo Federal acredita que os segmentoes produtivos da iniciativa privada vão querer investir no país. “A necessidade de alocação de recursos em bons projetos não muda. Logicamente que as empresas sofreram, haverá uma necessidade de uma redistribuição de recursos no mundo, mas a primordialidade por investimentos sólidos, rentáveis e de longa duração vai continuar” afirmou.

Marcello ainda comentou sobre a retomada do consumo da população e em como o segmento vai sentir menos os impactos que hoje estão em evidência. “O que estamos tentando é destravar procedimentos, desburocratizar o que for possível, ainda mais no âmbito do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) – vinculado à Secretário Nacional de Transportes Terrestres –, por possuir maior relação com os motoristas e empresas de transporte”, ressaltou.

Ao final, da Costa ressaltou que a continuação do abastecimento no país só foi possível devido ao esforço de todos. “Eu queria agora que fosse um momento de reflexão para que a gente visse tudo de melhor que o segmento de transporte pode fornecer à nossa economia e à população da nação brasileira”, concluiu.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura