Economia lança ferramenta para dar match entre profissionais e empresas que atuam no combate à Covid-19

O Governo Federal informou nesta terça-feira (2) , durante coletiva no Palácio do Planalto,  que o Ministério da Economia e o Ministério da Saúde lançaram a plataforma SineSaúde (https://gov.br/todosportodos/sinesaude), com o objetivo de criar uma ponte entre profissionais da saúde e hospitais, clínicas, laboratórios, Secretarias Estaduais/Municipais, de todo território nacional, que possam atuar no enfrentamento da Covid-19.

A partir do cruzamento de dados entre os dois órgãos, a  ferramenta dará match entre profissionais e órgãos ou instituições a fim de que gestores da saúde possam contratar profissionais da área e de outras áreas para contribuir e mitigar esforços na área de saúde, por exemplo, atuando em infraestrutura.

Com todas as estratégias de prevenção e controle da disseminação da Covid-19, aumentaram a demanda por profissionais de saúde e de outras áreas necessárias para o enfrentamento da pandemia. Em linha, com a urgência criada pelo estado de emergência em saúde pública, esta plataforma digital é dedicada a promover e facilitar a contratação de profissionais para atuar no combate à Covid-19.

“A demanda maior é por profissionais de saúde, porque há outros colegas que ficaram doentes durante a pandemia. Mas não é só para esses profissionais, pode ser para, por exemplo, contratar um bombeiro hidráulico, um eletricista, na montagem de um hospital de campanha”, explicou o Secretário de Políticas Públicas para o Emprego da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Fernando de Holanda Barbosa Filho.

Match

Para promover o encontro entre o profissional de saúde e os hospitais ou postos de atendimento,que estão atendendo pacientes vítimas da Covid-19, os gestores e profissionais da área devem se cadastrar na plataforma.

Além da parceria entre os dois ministérios, esta ferramenta também é fechamento da cooperação entre a Microsoft e a Bizapp, que doaram a tecnologia para que a ferramenta fosse construída de forma célere.  

Saúde 

Durante a coletiva, o Ministério da Saúde afirmou que, até o momento,  o  Governo Federal já investiu R$ 1 bilhão em habilitação de leitos exclusivos para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus.  Ao todo,  7.441 leitos já foram habilitados para esses pacientes. Desse total, 231 são destinados à UTIs pediátricas. 

Segundo a pasta, foram destinados R$ 2 bilhões para reforço no enfrentamento à Covid-19 para hospitais filantrópicos. O critério para repasse do recurso relaciona-se a casas filantrópicas sem fins lucrativos que estejam nos Planos de Contingenciamento dos Estados e do Distrito Federal – além daquelas que estejam em município onde há presídios. 

Outros R$ 340 milhões jó foram pagos para Santas Casas – em primeira parcela realizada em maio. Outros R$ 1,6 bilhão foram autorizados de acordo com a incidência de casos de Covid-19 e número de leitos em 25 estados e no Distrito Federal.  

A pasta informou também que 2.651 ventiladores pulmonares já foram entregues pelo Ministério da Saúde aos estados brasileiros. Desde o início do ano, foram repassados R$ 41,3 bilhões aos  entes federativos – desse valor, R$ 7,7 bilhões destinaram-se a esforços contra a pandemia. 

Balanço de Recursos destinados aos Estados  

Roraima: R$ 35,9 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 7,3 mi na capital e R$ 22,5 mi nos municípios – completando R$ 65,6 mi investidos contra a pandemia.

Mato Grosso do Sul: R$ 19,2 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 44,1 mi na capital e R$ 43 mi nos municípios – completando R$ 106,4 mi investidos contra a pandemia.

Espírito Santo: R$ 70 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 3,3 mi na capital e R$ 34,2 mi nos municípios – completando R$ 107,5 mi investidos contra a pandemia.

Maranhão: R$ 104,9 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 39,3 mi na capital e R$ 131,1 mi nos municípios – completando R$ 275,3 mi investidos contra a pandemia.

Piauí: R$ 26,5 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 44,7 mi na capital e R$ 52,5 mi nos municípios – completando R$ 128,7 mi investidos contra a pandemia.

Paraná: R$ 156,9 mi para enfrentamento à Covid-19 no estado. R$ 103,8 mi na capital e R$ 178,5 mi nos municípios – completando R$ 439,2 mi investidos contra a pandemia.

Leia mais: https://www.gov.br/pt-br/noticias/financas-impostos-e-gestao-publica/2020/06/economia-lanca-ferramenta-que-da-match-entre-profissionais-e-empresas-que-atuam-no-combate-a-covid-19