Governo Federal e Porto de Paranaguá (PR) alavancam investimentos no sul do Brasil

Novos equipamentos, dentre eles um shiploader da Bunge, de R$ 30 milhões, tiveram operação iniciada esse ano

O Governo Federal e a Portos do Paraná, autoridade portuária que administra os Portos de Paranaguá (PR) e de Antonina (PR), trabalham em parceria com operadores do Porto de Paranaguá para realização de importantes investimentos em superestruturas no porto.

Nesta semana, houve a primeira operação de um novo shiploader, equipamento usado para carregar navios, no berço 206. O investimento de R$ 30 milhões é da Bunge. O equipamento carregou 32 mil toneladas de farelo de soja no navio Siana, que partiu com destino a Cingapura.

PORTÊINERES – Em julho, dois equipamentos para movimentação de contêineres usados no porto completam um ano. Os portêineres são os maiores do Brasil, com 66 metros de lança e 50 metros de vão livre a partir do trilho, podendo alcançar até 24 fileiras no navio. A aquisição, autorizada pelo Governo federal, fomenta o movimento de modernização do porto e faz parte da ampliação do Terminal de Contêineres de Paranaguá – TCP. Os investimentos superam R$ 600 milhões. O Aditivo de contrato de prorrogação que respaldou esses investimentos foi celebrado em 2016.

Amparado em outro aditivo contratual celebrado pelo governo em 2016, em alinhamento às diretrizes de incremento de eficiência e produtividade, o terminal da Fospar, operadora de graneis sólidos de importação nos berços 200 e 200A, com a retomada de utilização do berço interno do píer (200A) e a conclusão de investimentos aprovados pela União – cerca de R$ 225 milhões, prevê aumento de 600 mil toneladas por ano, a partir deste ano.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura