Mantiqueira Paulista lança cartilha de boas práticas para receber turistas

SERRA DA MANTIQUEIRA

Material lista cuidados que devem ser adotados pelos setores de hospedagem e alimentação

Por Vanessa Castro

150620 - campos jordão.jpg

Com a cartilha, Campos do Jordão se prepara para continuar a abertura gradual. Crédito: Marco Ankosqui/MTur

A região paulista da Serra da Mantiqueira se prepara para retomar, de forma gradual e responsável, as atividades do setor de turismo. O Consórcio Intermunicipal Serra da Mantiqueira (CISMA), responsável pela gestão da região turística, lançou a “Cartilha de Boas Práticas em Hospitalidade em Tempos de Covid-19”. O documento traz recomendações de medidas de segurança a serem adotadas para preservar a saúde e a segurança, não apenas dos visitantes, mas de toda a equipe de colaboradores.

A cartilha contém protocolos rígidos, alinhados às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a serem utilizados pelos profissionais, desde o manobrista aos funcionários da lavanderia, sobre higienização, ações que permitam o distanciamento necessário entre as pessoas e o uso de máscaras. O documento, destinado a hotéis, pousadas, hostels, apart-hotéis, bares e restaurantes, será distribuído aos mais de 400 estabelecimentos de hospedagem e 550 locais de alimentação das cidades que integram a Região Turística coordenada pelo CISMA: Campos do Jordão, Monteiro Lobato, Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São Francisco Xavier, São José dos Campos e Tremembé.

“A união e a ação integrada das cidades são fundamentais para o desenvolvimento regional. E o propósito da cartilha é justamente este: unificar e alinhar as orientações, provocando os necessários ajustes operacionais que o momento exige”, destaca Clodomiro Correia de Toledo Junior, presidente do CISMA.

Campos do Jordão, cidade que faz parte da Mantiqueira Paulista, flexibilizou as medidas de quarentena e o setor de hotelaria foi aberto inicialmente com 20% da capacidade de leitos e se prepara para continuar a abertura gradualmente.

SELO – Recentemente, o Ministério do Turismo lançou os protocolos sanitários recomendados para 15 segmentos turísticos que desejam solicitar o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. A expectativa da Pasta é que a adoção das medidas contribua para a retomada do setor ao atender as novas exigências do turista cada vez mais atento à questão da segurança e higiene. Os protocolos foram construídos em parceria com o trade, levando em consideração diretrizes internacionais, e contou com a validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A iniciativa tem como objetivo auxiliar o turista que, na retomada das viagens, irá procurar por estabelecimentos turísticos que assegurarem o cumprimento de, por exemplo, requisitos de higiene e limpeza para prevenção da Covid-19. Estão disponíveis protocolos para: Meios de Hospedagem; Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos; Parques Temáticos; Acampamentos Turísticos; Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares; Parques Temáticos Aquáticos; Locadoras de veículos para turistas, Guias de Turismo, entre outros.

Edição: Rafael Brais