Praça da Matriz começa a ser recuperada em Porto Alegre (RS)

OBRAS

Iphan, autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, vai destinar quase R$ 2,5 milhões para a obra

Por Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

150630 - matrizpoa).jpg

A requalificação completa da Praça da Matriz tem previsão de duração de oito meses. Crédito: Bento Viana/Iphan

Um dos principais pontos do Centro Histórico de Porto Alegre (RS), a Praça da Matriz será completamente renovada e requalificada. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, vai destinar quase R$ 2,5 milhões para a obra, que será iniciada pela Prefeitura Municipal, a partir de ordem de início assinada nessa segunda-feira, dia 15.

A requalificação completa da Praça da Matriz tem previsão de duração de oito meses e conta com o apoio técnico da Caixa Econômica Federal. A obra faz parte de uma série de intervenções que vêm sendo promovidas no Estado pelo Iphan, somando mais de R$ 39 milhões já investidos nas cidades de Pelotas, São Miguel das Missões, Jaguarão e a capital Porto Alegre. Entre elas está a restauração do Monumento a Júlio de Castilhos, concluída em 2017, com a recuperação deste que é um dos elementos centrais da Praça da Matriz, por meio do investimento de R$ 1,1 milhão. 

Agora, toda a Praça ao redor ao monumento também receberá trabalhos de recuperação, valorizando um dos mais significativos espaços da capital gaúcha. Estão previstos os serviços de requalificação de mais de 6 mil metros quadrados, com renovação de pavimentação, restauração das luminárias históricas e complementação com luminárias contemporâneas, recuperação e complementação de mobiliário urbano, renovação das redes de energia elétrica, implantação de novo projeto paisagístico, valorizando os monumentos e a espacialidade da Praça da Matriz.

CORAÇÃO DE POA – Parte fundamental da história da fundação da capital do Rio Grande do Sul, a região, inicialmente conhecida como Alto da Praia, recebeu em 1772 uma Igreja Matriz em homenagem à Nossa Senhora de Madre de Deus, que veio a se tornar a atual Catedral Metropolitana. A partir de 1858, já recebendo então o nome de Praça da Matriz, ganhou novo destaque com a inauguração do Theatro São Pedro. 

Atualmente, o Sítio Histórico da Praça da Matriz é protegido pelo Iphan como Patrimônio Cultural Brasileiro e reúne também outros importantes edifícios da cidade, como o Palácio Piratini (sede do Governo Estadual), a Assembleia Legislativa e o Palácio da Justiça. Além de importante ponto histórico e cultural de Porto Alegre, ela também se configura como um valioso espaço de lazer e convivência, reunindo moradores do Centro da cidade, turistas e trabalhadores da região.