Enchente amplia transtornos e Parque do Imigrante já abriga 59 famílias em Lajeado

Nível do Rio Taquari atingiu a marca dos 26,62 às 18h desta quarta-feira, 08/07 Foto: Divulgação Nível do Rio Taquari atingiu a marca dos 26,62 às 18h desta quarta-feira, 08/07

O aumento da cheia do Rio Taquari ao longo desta quarta-feira, 08/07, ampliou os transtornos causados pelas águas em toda a cidade e fez com que mais famílias fossem abrigadas no Parque do Imigrante. Além de novos pontos de trânsito interditados, a Prefeitura de Lajeado também suspendeu temporariamente o atendimento presencial em alguns serviços localizados em locais nos quais a água interrompeu o acesso. O nível do Rio Taquari, que tem um nível médio de 13 metros, chegou às 18h a marca dos 13,62 metros acima do nível normal, atingindo 26,62 metros.

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Lajeado, Heitor Hoppe, muitas famílias estão precisando de doações de colchões, roupas de cama, alimentos não perecíveis, cobertores, água, material de higiene e limpeza.

– Todos estão recebendo assistência e alimentação. Apesar dos avisos e alertas feitos ainda ontem, alguns chegaram somente com a roupa do corpo ao Parque do Imigrante – afirma Heitor Hoppe, esclarecendo que as doações estão sendo recebidas pela equipe da Defesa Civil, no Parque do Imigrante, e serão já direcionadas para as famílias. Informações podem ser obtidas com a Defesa Civil, no telefone 3982 1150.

Conforme a secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas) de Lajeado, Céci Gehrlach, até as 17h, o Parque do Imigrante abrigava 59 famílias, que contabilizavam 208 pessoas. Contudo, as remoções continuam a serem feitas pela Prefeitura de Lajeado, sob a coordenação da Defesa Civil.

Serviços com atendimento presencial suspenso temporariamente

– Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura (Sedetag)

– Farmácia Escola

– Coordenadoria de Serviços Urbanos

Alterações no transporte público municipal

– Parada de ônibus da Rua João Abott (Parque dos Dick) – Deslocada para a Rua Júlio de Castilhos, em frente a torre da Igreja Evangélica, no centro

– Parada de ônibus da Rua Borges de Medeiros deslocada para a frente da Casa de Cultura, na Rua Júlio de Castilhos, em razão dos coletivos não transitarem na data de hoje pela Rua João Abott, que está alagada

Por meio do Departamento de Trânsito, foram sinalizadas as ruas interrompidas pelas águas da enchente.

Vias com trechos interrompidos 

– Ruas Santos Filho (Centro)

– João Pessoa (Hidráulica)

– Alberto Torres (Centro/Hidráulica)

– Décio Martins Costa (Centro/Hidráulica)

– João Batista de Mello (Centro)

– Carlos Sphor Filho (Centro/Moinhos)

– Francisco Oscar Karnal (Centro)

– Júlio May (Centro)

– Arnoldo Uhry (Jardim do Cedro)

– Rua Pedro Petry (Universitário)

– Bento Rosa (Carneiros, Centro, Hidráulica)

– Alças de acesso a BR 386, no Bairro Hidráulica (ponte seca)

– João Abott (Centro)

– Av. Beira Rio (Conservas)

– Oswaldo Aranha (Centro)

– Irmão Emílio Conrado (Moinhos)

– Padre Theodoro Amstad (Moinhos)

– Pinheiro Machado (Florestal)

– Benjamin Constant com Silva Jardim (Centro)

– Marechal Deodoro (Centro)

– São Pedro (Moinhos)

– Bento Gonçalves (Centro – cruzamentos com Oswaldo Aranha e Julio May)

– Júlio de Castilhos (Centro – entre Oswaldo Aranha e Marechal Deodoro)

– Av. Senador Alberto Pasqualini (Universitário – nas proximidades da Ponte de Ferro)

Estacionamento rotativo

Cobrança suspensa em 08/07

Abrigo no Parque do Imigrante

As famílias que tiveram suas casas atingidas pela enchente foram abrigadas nos pavilhões 2 e 3 do Parque do Imigrante, no Bairro Alto do Parque. Está sendo mantida uma distância segura entre os pertences de cada família no sentido de evitar o contágio pelo novo coronavírus. As secretarias da Saúde e do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas) estão prestando assistência e atendimentos aos abrigados.

Entre as medidas adotadas, a equipe de saúde estará oferecendo máscaras, reforçando condutas de etiqueta respiratória e higienização, realização de testagem rápida conforme avaliação, encaminhamento para atendimento no posto do Centro quando necessário, distribuição de medicamentos, entre outras. Especificamente quanto ao novo coronavírus, as famílias são orientadas a manter o distanciamento social de pelo menos dois metros entre as diferentes famílias, usar álcool em gel, fazer as refeições evitando aglomerações, não compartilhamento de objetos, inclusive de chimarrão, verificação de temperatura corporal, isolamento de pacientes sintomáticos e, em caso de eventuais casos da doença ou surto, dispensação de medicação conforme o protocolo municipal.

No retorno às residências, as famílias serão orientadas para reforçar as medidas de higienização das casas após a inundação e, dessa forma, evitar a propagação de doenças que podem surgir a partir da água contaminada.

Animais de estimação

Os 38 cães das famílias abrigadas no Parque do Imigrante foram realocados para o Canil Municipal, localizado ao lado do Aterro Sanitário, em Conventos, na Av. Benjamin Constant, 8409. Conforme o coordenador do Centro de Controle de Zoonoses e Vetores (CCZV), Juliano Pelegrini, os animais ficarão sob os cuidados da médica veterinária do órgão, vinculado a Secretaria do Meio Ambiente. Informações podem ser obtidas pelo 3982-1222.

Texto: Rafael Scheeren Grün

Créditos: Assessoria de Imprensa PML