Prefeitos do Vale do Taquari vão a Brasília buscar auxílio após enchentes

Nesta semana, o prefeito Marcelo Caumo e chefes do Executivo de cidades do Vale do Taquari participarão de uma série de reuniões em Brasília, no Distrito Federal. O objetivo é buscar auxílio para amenizar os prejuízos decorrentes das enchentes do Rio Taquari em todo o Vale no mês de julho. Os encontros, que foram organizados pelo senador Luis Carlos Heinze, acontecerão em diferentes setores do Governo Federal.

 

A comitiva regional é composta pelo presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) e prefeito de Imigrante, Celso Kaplan, pelo presidente da Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs) e prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, e pelos prefeitos de Bom Retiro do Sul, Edmilson Busatto, de Colinas, Sandro Herrmann, de Cruzeiro do Sul, Lairton Hauschild, de Estrela, Rafael Mallmann, de Roca Sales, Amilton Fontana, de Encantado, Adroaldo Conzatti, de Santa Tereza, Gilnei Flor, e de Lajeado, Marcelo Caumo. 

 

A primeira reunião ocorre nesta terça-feira, 21/07, quando os prefeitos se reúnem com o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Coronel Alexandre Lucas Alves e com o Secretário Nacional de Habitação, Alfredo Eduardo dos Santos. Existe a possibilidade de participação do Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Na mesma tarde, está prevista audiência dos prefeitos com o assessor especial da Secretaria de Governo da Presidência, Renato Clark, sobre os pagamentos de convênios.

 

Já na quarta-feira, 22/07, na busca por apoio na recuperação de danos causados na agricultura familiar, o encontro será com o Secretário Nacional da Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke. No mesmo dia, às 10h, o encontro estava previsto com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, mas com a confirmação de contaminação do ministro por Covid, a agenda será alterada. O assunto seria o auxílio às famílias de baixa renda que ficaram desabrigadas e desalojadas. Por último, à tarde, a comitiva regional irá se reunir com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Lopes da Ponte.

Relatório sobre prejuízo das cheias será apresentado em Brasília

 

O setor de Projetos Especiais e Captação de Recursos da Prefeitura de Lajeado elaborou um relatório dos pontos que foram prejudicados pelas enchentes na cidade. O documento, que será apresentado em Brasília pelo prefeito Marcelo Caumo, apontou que 16 pontos nas margens do Rio Taquari sofreram desbarrancamentos e que deverão ser recuperados. A grande maioria encontra-se na rua Oswaldo Aranha, que teve um total de 11 pontos com desbarrancamentos. Outros dois locais foram identificados na rua Bento Rosa e três na Avenida Beira Rio. Além disso, será necessária a construção de uma galeria na rua Pedro Ruschel Sobrinho, no bairro Carneiros, local que teve sua atual estrutura danificada. 

 

O orçamento inicial estimado para a recuperação destes locais é de R$ 8,7 milhões.

 

Conforme a Defesa Civil de Lajeado, centenas de famílias tiveram suas casas atingidas e algumas tiveram suas casas destruídas pelas águas.

Créditos: Assessoria de Imprensa PML