Prefeitura de Lajeado inicia elaboração de projeto para construir ateliê e padaria no Presídio Feminino

Reunião tratou da avaliação de necessidades estruturais para instalar ateliê e padaria Foto: Divulgação Reunião tratou da avaliação de necessidades estruturais para instalar ateliê e padaria

Em reunião realizada na terça-feira (04/08), na Prefeitura de Lajeado, foi iniciada a elaboração do projeto arquitetônico e plano de necessidades para construção de um anexo ao Presídio Estadual Feminino de Lajeado (PEFL). O encontro reuniu os secretários de Segurança Pública (Sesp), Paulo Locatelli, do Planejamento e Urbanismo (Seplan), Giancarlo Bervian, diretora do PEFL, Rita de Cássia Donini, chefe de segurança do PEFL, Cistiele Anschau, o representante da Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro), Léo Katz, e a arquiteta Rute Driemeyer.

Conforme Locatelli, o anexo deverá abrigar tanto uma padaria quanto um ateliê, onde as apenadas possam produzir uniformes para quem cumpre pena no presídio, máscaras, bem como aventais para profissionais da saúde, enquanto transcorre a pandemia do novo coronavírus, entre outras necessidades que possam se apresentar. Segundo Cristiele, atualmente, 06 das 25 apenadas frequentam a Oficina de Artesanato do presídio, trabalhando na confecção de máscaras. Para tanto, possuem remissão de um dia da pena a ser cumprida a cada três dias trabalhados.

Na padaria, por sua vez, seriam produzidos os pães que seriam consumidos pelas próprias apenadas. “É uma maneira de estimularmos a ressocialização das apenadas, que se sentiriam úteis desempenhando atividades dentro do presídio”, afirma o secretário. Com relação aos equipamentos como fornos para instalação da padaria, eles seriam fornecidos por uma empresa do ramo alimentício O secretário destaca que após a elaboração do projeto e definição das outras necessidades inerentes à instalação do ateliê e padaria, será iniciada a fase de buscas por recursos para viabilizar o projeto.

Créditos: Assessoria de Imprensa PML