Escola da 35ª CRE promove brincadeiras, gincanas e desafios pelo Dia da Criança

Para celebrar o Dia da Criança, o Colégio Estadual Getúlio Vargas, de São Borja, preparou uma programação especial em suas aulas síncronas na plataforma Google Sala de Aula. Mesmo que de forma remota, as atividades, previstas para acontecerem nos dias 7, 8 e 9 de outubro, envolverão brincadeiras, gincanas, desafios e oficinas.

As ações são voltadas para as turmas dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo é promover aulas descontraídas, criativas e que envolvam aprendizagem e ludicidade. Entre as atividades, está uma gincana, uma festa à fantasia virtual, a contação de histórias em grupo, show de fantoches, apresentação de palhaço, oficina de dobraduras, trava-línguas e poemas.

Segundo a coordenadora pedagógica da escola, Tatiane Rauber, a direção marcou uma reunião com as professoras e pediu que elas elaborassem aulas síncronas alusivas ao Dia da Criança, de modo que houvesse atividades pelo menos para três dias da Semana da Criança. Com muita criatividade e espírito de equipe das docentes, foram propostos eventos conjuntos entre turmas e ações muito maiores do que a equipe diretiva imaginava.

Salientamos que não precisava ser nada grandioso, porque sabíamos que tudo que elas fizessem seria com muito amor, mas há professoras prevendo aulas temáticas para a semana inteira. Surgiram maravilhas, como gincanas, festas à fantasia e teatros com fantoches”, comemora Tatiane, que elogia também a organização das professoras, ao trocar ideias e fazer cronogramas unificados.

Neste momento de pandemia e Aulas Remotas, a coordenadora pedagógica afirma que a ideia foi oferecer um apoio a mais em um momento desafiador também para os alunos. “Nos preocupamos, devido à proximidade que não teremos neste ano. É claro que nas aulas síncronas eles conversam, mas, com essas atividades, estamos aliando aprendizagem, ludicidade e o carinho que temos por eles. Eles aprendem muito melhor quando se sentem acolhidos, e este é um acolhimento que damos aos alunos neste momento”, destaca.

Créditos: SEDUC RS