15° BPM e Polícia Civil de Canoas realizam a Operação Cativeiro

0 0
Read Time:1 Minute, 47 Second

Nesta terça-feira (03/11), o 15° Batalhão de Polícia Militar (15ºBPM) em conjunto com a Polícia Civil de Canoas realizaram a Operação Cativeiro. Após um ano de investigação buscou deflagrar 70 ordens judiciais cumpridos em 5 municípios, Canoas, Porto Alegre, Cachoeirinha, Pelotas e Charqueadas.

A investigação iniciou quando uma organização criminosa infiltrou-se nos condomínios Minha Casa Minha Vida no Bairro Rio Branco, conhecidos como “Machadinho e Pistóia” expulsando famílias de seus apartamentos, coagindo e ameaçando moradores que não concordavam com o tráfico de drogas e prática de outros crimes nos condomínios.
Também, nesse interim, criminosos descontente com as ações da Brigada Militar no local, sequestraram a mãe da esposa de um policial militar, ameaçando-a para obter dados sobre o policial com o intuito de localizá-lo e executá-lo.

A operação contou com apoio da Guarda Municipal de Canoas, 1° Batalhão de Choque de Porto Alegre, Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Aviação (Bav), 26° BPM e Servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

A operação Cativeiro, em conjunto, foi realizada com 500 agentes de segurança, sendo 160 (cento e sessenta) militares da Bigada Militar, 290 (duzentos e noventa) da Polícia Civil, 30 (trinta) guardas municipais e 20 (vinte) Agentes da Susepe.

Foram cumpridos 60 (sessenta) mandados de busca e apreensão e 9 (nove) prisões preventivas.

Até o momento, foi preso 6 indivíduos, sendo apreendido na operação: drogas (crack, maconha e cocaína), um colete balístico, um simulacro de pistola, um revólver, munições calibre 12, 38 e .40, certa quantia em dinheiro, uma balança digital, pote de miguelito, rádio HT na frequência da Brigada Militar, uma touca (BalaClava) e celulares.

operação Cativeiro
Operação Cativeiro – Foto: comunicação social do 15º bpm

O comandante do 15°BPM Ten Cel Dirceu, enfatiza, “ações como essas serão continuas e não vamos admitir atitudes covardes contra nossa instituição, quando um policial for ameaçado toda a instituição está sendo ameaçada. Resposta será esta, e se necessário for, será maior ainda, com mais ações, não sendo admitido qualquer afronta com policiais.”

A integração entre os órgãos de Segurança é essencial no combate à criminalidade.

Fonte: Comunicação Social do 15º BPM

– Créditos Brigada Militar RS.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %