Escola de Santa Maria promove concurso cultural

A Escola Estadual de Ensino Médio Cilon Rosa, de Santa Maria, realizou o I Concurso Cultural Cilon Rosa, entre novembro e dezembro. A atividade, voltada para alunos do 1º e do 3º ano do Ensino Médio, e da Educação de Jovens e Adultos, teve 74 trabalhos inscritos nas modalidades Texto, Poema, Tik Tok, Podcast, Vídeo e Fotografia.

O concurso foi organizado pela vice-diretora, Maribel Dal Bem, e contou com a colaboração da diretora Maria Solange Hundertmarck, dos professores Cláudia Siqueira, Sandra Seidel, Candice Faccini, Mário Somavilla e Gilmar Leis.

O objetivo foi incentivar a reflexão, a criatividade e o uso das tecnologias, vinculados às aprendizagens em tempos de pandemia, aflorando a sensibilidade sobre o momento atual, não só na educação, mas em todas as áreas sociais. Os participantes escolheram uma forma de expressar a sua resposta para a pergunta do concurso cultural, que teve como tema “Dormimos em um mundo e acordamos em outro. E o que aprendemos sobre a vida durante a pandemia?”, conforme as estratégias e a criação pessoal dos educandos.

O 1º lugar, na categoria Texto, afirmou que “… aprendemos que a vida não se resume apenas nos nossos problemas ou nas nossas ambições. (…) … a empatia não significa apenas oferecer esmolas, mas, sim, se pôr no lugar de outra pessoa, partilhar e entender suas necessidades e seus sentimentos.” O educando Henrique Ribeiro Rossato, do 2º ano, recebeu medalha, certificado, chocolates e o prêmio de R$ 100.

Conforme a educanda Júlia Mendonça Bittencout, do 2º ano, premiada com medalha, certificado, chocolates e R$ 50, em 2º lugar, na categoria Tik Tok, “aprendi que não consigo fazer tudo. Eu tenho muito o que viver ainda. Eu aprendi que não preciso me cobrar tanto. Eu tenho que levar as coisas com mais leveza, que nem sempre eu vou conseguir fazer tudo. E tá tudo bem.”

Já em 3º lugar, na categoria Fotografia, merecedora de medalha, certificado, chocolates e R$ 30, a educanda Isabelly Cristhine Ramos, do 3º ano, destacou a imagem da janela de seu apartamento onde está isolada com a seguinte mensagem: “Sem medo de se infectar de empatia e de paciência”, valores essenciais para o momento atual.

Considerando a qualidade dos trabalhos enviados, os jurados Jean Marques Chimelo, ex- aluno da escola, e as professoras convidadas Clarissa Corrêa Fortes e Elizabete Aparecida Salgado decidiram premiar com Honra ao Mérito mais três trabalhos: o vídeo de Josieli Becker Medeiros, o podcast de Isadora Santos dos Santos e o texto de Aline Malmann Gazola, todos do 3º ano. As educandas receberam certificado, medalha e chocolates.

Créditos: SEDUC RS