Nova EMEI do bairro Santo Antônio recebe seus primeiros alunos

0 0
Read Time:4 Minute, 18 Second
A partir do ano que vem o educandário passará a receber também os alunos que serão transferidos das outras escolas Foto: Pietra Darde A partir do ano que vem o educandário passará a receber também os alunos que serão transferidos das outras escolas

Nesta semana, a nova Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) do bairro Santo Antônio, localizada na rua Arnoldo Uhry, abriu suas portas para receber os seus primeiros alunos. Concluída recentemente e ainda não inaugurada oficialmente em razão da pandemia do novo coronavírus, a EMEI tem sua gestão compartilhada entre a Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria da Educação (SED), e a Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento Social (Fuvates).

Conforme a coordenadora pedagógica da EMEI, Joice Trentini, que é servidora municipal, a segunda-feira foi reservada à integração e à formação dos novos profissionais, assim como aos retoques finais na organização. Na terça-feira, um misto de ansiedade, alegria e animação tomava conta dos corredores, que até então estavam vazios, aguardando pela chegada dos primeiros alunos. 

– A empolgação tomava conta do espaço. Na terça, todos estavam de prontidão para receber a maior motivação da existência de uma instituição de ensino: as crianças. Os sorrisos deles refletiam total encantamento pela oportunidade de estarem ali, juntos, deixando o medo e as incertezas sobre o futuro para fora do portão. Dentro da escola foi só alegria – disse Joice sobre o primeiro dia de aula.

Rodas de conversa e atividades de integração marcaram o começo da nova escola. O local, assim como as demais escolas da rede municipal, também adota todos os cuidados para prevenir a contaminação pelo novo coronavírus: medição de temperatura das crianças na entrada, totem de álcool em gel, uso de máscara e higienização das mãos com água e sabão.

 

– Essa semana será dedicada ao acolhimento e à adaptação das crianças. Já realizamos rodas de conversas, nos apresentamos e levamos os pequenos para conhecerem todos os cantos da escola. Ainda estão previstas contações de histórias – explicou a professora Raquel Hosftetter.

No seu primeiro dia de aula, a pequena Isadora de Oliveira Amaral, 3 anos, contou o que mais gostou de fazer.

 

– O que mais gostei hoje foi de brincar. Eu construí um trem com as pecinhas – contou Isadora.

Para os pais, o início das atividades também foi positivo. É o que conta Aniele Marilize Gomes, mãe do pequeno Iryel Gomes Nunes, que completou 5 anos na data de abertura da escola.

– Quando vim buscar meu filho, no final da manhã, ele não quis mais voltar para casa. Ele contou que havia comido fruta, cuca, e que tinha desenhado com giz. Eu gostei muito da escola, ela é linda. E as professoras também são bem atenciosas – contou Aniele.

No momento, a escola está atendendo 10 alunos, todos matriculados recentemente. Conforme a titular da Secretaria da Educação (SED), Vera Plein, a partir do ano que vem o educandário passará a receber, além de alunos novos, os alunos que serão transferidos das outras escolas, conforme os critérios de zoneamento do município.

Construída com recursos próprios, a EMEI tem capacidade para 244 crianças.

 

– Estamos muito felizes em abrir a escola para a comunidade. Investir em educação é prioridade para a cidade de Lajeado. É apostar na qualidade de vida e na formação de bons cidadãos, por meio de uma proposta pedagógica de qualidade, que atenda as crianças na sua integralidade, desenvolvendo todas as suas potencialidades – ressaltou Vera.

Saiba mais

 

A obra da EMEI do bairro Santo Antônio foi concluída em junho e, em razão da pandemia, teve o início do atendimento adiado. A construção foi realizada com recursos próprios do município, resultantes de economia orçamentária.

A escola, que está localizada em um terreno de 3.824,6m², tem 1.530,62m² de área construída e possui capacidade para atender 244 crianças de quatro meses até cinco anos de idade. A estrutura conta com 10 salas de aula, 2 salas de multiuso, área coberta que liga os dois blocos, solários (áreas abertas e protegidas) para as crianças nos dias de chuva e estacionamento com 16 vagas.

A FUVATES é responsável por desenvolver atividades de ensino, com inserção de estudantes da Univates para realização de práticas investigativas, estágios supervisionados e estágios não-obrigatórios, bem como o desenvolvimento de projetos e ações que tenham como foco a qualificação da proposta pedagógica, por meio de atividades de ensino, pesquisa e extensão, propostas por professores e estudantes de diferentes cursos de graduação e de pós-graduação da Univates. Também tem a responsabilidade de disponibilizar recursos humanos para o atendimento das crianças, procedendo com as contratações necessárias.

 

Já o município fica responsável pela manutenção predial e pelos equipamentos públicos da escola. Além disso, tem o dever de acompanhar e avaliar a execução do contrato, bem como custear as vagas ofertadas. A diretora, Anelise Hansen, e a coordenadora pedagógica, Joice, são servidoras municipais e serão responsáveis por manter o alinhamento das atividades da escola com as demais escolas do município.

 

O nome da EMEI será definido no próximo ano, por meio de votação popular, que escolherá o melhor nome dentre os sugeridos pela comunidade escolar. A inauguração oficial do novo espaço deverá ocorrer nas próximas semanas, quando houver permissão dos decretos estaduais e municipais.

Créditos: Assessoria de Imprensa PML

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %