Lajeado intensificará fiscalização para conter novos casos de coronavírus

O aumento do número de casos ativos da Covid-19 em Lajeado levou a Prefeitura de Lajeado a intensificar a fiscalização sobre aglomerações e sobre o respeito aos decretos estaduais e municipais acerca do funcionamento dos estabelecimentos. Até o final da tarde de quinta-feira, 18/02, o município tinha 526 casos ativos da doença, o maior número desde o início da pandemia. Além disso, nos últimos dias houve um aumento da procura por atendimento médico nos postos de saúde, UPA e Hospital Bruno Born. Em razão disso, o final de semana será de operações de fiscalização, que contarão com o apoio da Brigada Militar para o policiamento ostensivo.

Na noite, será verificado se os estabelecimentos estão cumprindo o horário de funcionamento, o distanciamento, as regras sanitárias, o uso de máscara e demais protocolos obrigatórios. Lajeado está com bandeira vermelha até a segunda-feira, 22/02, mas como está em cogestão com o governo do Estado, pode adotar algumas regras de bandeira laranja para os segmentos de administração pública, alimentação e alojamento, comércio e serviços.

Os estabelecimentos que forem flagrados funcionando fora do horário ou das regras serão registrados pela equipe de fiscalização e, na próxima semana, serão punidos com a suspensão do alvará, o que impedirá o funcionamento do local por pelo menos 7 dias. Nesta sexta-feira, também como forma de precaução, a administração municipal negou o pedido de autorização para a realização de um evento de veloterra que seria realizado no Parque de Eventos neste final de semana.

– Vamos ser rigorosos na fiscalização e na suspensão dos alvarás, se for o caso. Novamente precisamos da colaboração de toda a comunidade para respeitar as regras para evitarmos o aumento do número de casos e podermos atender a todos na rede de saúde. Queremos evitar o fechamento de estabelecimentos porque sempre defendemos o direito ao trabalho, mas precisamos que as regras sejam cumpridas. Quem não cumprir, será penalizado. Se não houver compreensão da gravidade do momento, medidas mais duras serão inevitáveis, infelizmente – disse o prefeito Marcelo Caumo.

AS ORIENTAÇÕES DA ÁREA DA SAÚDE

1. Evitar aglomerações de qualquer tipo, inclusive com familiares e amigos. 

2. Manter o uso de máscaras nos espaços públicos e compartilhados. Lembre-se: a máscara deve cobrir o nariz e o queixo.

3. Manter a higienização regular de mãos e superfícies com água e sabão ou álcool em gel.

4. Em caso de sintomas sugestivos de Covid-19, que se parecem com resfriado ou gripe, a pessoa deve fazer isolamento independentemente de ter feito testes e estar aguardando o resultado. Ela deve manter a quarentena pelo período mínimo de 10 dias (para casos leves) ou de 14 dias (para casos com sintomas persistentes). Nas duas situações, deve estar há pelo menos 24 horas sem sintomas para retomar suas atividades.

5. Quem tiver qualquer tipo de sintoma compatível deve procurar atendimento médico, lembrando da possibilidade de uso do tratamento precoce caso haja indicação do médico e aceitação por parte do paciente.

Créditos: Assessoria de Imprensa PML