Mulheres em protagonismo: a força feminina no enfrentamento da pandemia

0 0
Read Time:3 Minute, 29 Second

Na Unisc diversas profissionais mulheres constroem um futuro melhor para a comunidade.
Andreia de Moura Valim é uma delas.

Fotos: Jô Nunes.

Faz, aproximadamente, um ano que a coragem feminina tem sido crucial em mais uma grande batalha: o enfrentamento da Covid-19. Na linha de frente contra o coronavírus e em atividades de assistência à saúde, estas profissionais lutam diariamente pelo bem-estar coletivo. Segundo dados do relatório da ONU Mulheres Brasil, as mulheres são a principal força de trabalho da área da saúde no país, ocupando quase 70% dos cargos.

Na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) não é diferente: dezenas de profissionais mulheres, de diferentes áreas do conhecimento, se uniram para desenvolver pesquisas, projetos e ações no intuito de reduzir os impactos da pandemia na região. Assim, dia após dia, demonstram seu papel decisivo no combate da atual crise sanitária.

Uma destas mulheres é a doutora em biologia celular e molecular, Andreia de Moura Valim,  professora e Diretora de Inovação na Unisc. Desde o início da pandemia, Andreia executa iniciativas de apoio à comunidade: “em abril de 2020 começamos a realizar os testes moleculares para diagnóstico da Covid-19, na intenção de minimizar a transmissão do vírus por meio da identificação precoce dos casos”, explica.

Até o momento já foram realizados, em torno de, 7 mil análises de testes para Covid-19 nos laboratórios da Unisc. Conforme Andreia, isso se tornou possível devido a união de esforços: “ao lado de colegas valiosas, como as professoras Lia Possuelo e Jane Renner – que também são doutoras em Biologia Molecular-, e de funcionárias, bolsistas de iniciação científica, mestrandos e doutorandos, se tornou viável a realização dos testes aqui na Universidade”.

Andreia também participa da pesquisa EpiCovid-19, coordenada pela UFPel em nível estadual, e da pesquisa Cisvale – Unisc realizada na região do Vale do Rio Pardo; atua, em parceria com o IFSul, a Furg e a UFSM, no desenvolvimento de um aparato baseado em luz ultravioleta para a eliminação do coronavírus de superfícies; e acompanha os projetos do Parque Tecnológico da Unisc (TecnoUnisc). 

“Uma das preocupações era a necessidade de suporte ventilatório nos hospitais. Então, o TecnoUnisc e a empresa Owntec criaram a Máscara Owner. O protótipo está em fase de validação, em um estudo coordenado pela professora Dulciane Nunes Paiva. São muitas as atividades desenvolvidas no TecnoUnisc para o enfrentamento da pandemia”, aponta Andreia.

Esperanças no futuro

Enquanto profissional da Unisc, Andreia ressalta que o sentimento é de gratidão. “Sou grata por estar em uma Universidade tão comprometida com a comunidade e com capacidade de responder ativamente neste cenário. Sou grata pelos meus gestores sensíveis e capazes, por ter colegas tão excepcionais e corajosos. Grata por ter uma equipe de trabalho tão focada e comprometida pela causa”, conta.

Olhando para o futuro, Andreia acredita que “nossa maior vitória será sair da pandemia com saúde e com nossos entes queridos por perto. Outra importante vitória é o reconhecimento da ciência, de que sem ela somos seres vulneráveis. E um sentimento que emerge junto com o reconhecimento da ciência, é a percepção de que precisamos investir na educação da população, para que não sejamos alvos de falsas informações”.

Conheça outras histórias de profissionais da Unisc

Neste dia 8 de março, a Unisc deseja que todas as mulheres reconheçam sua força para ocupar espaços com protagonismo. A valorização e o encorajamento à atuação feminina são chaves para construir uma realidade mais justa. Por isso, ao longo da próxima semana, serão apresentadas outras três profissionais que colaboram com o desenvolvimento da comunidade. Através destes exemplos, a intenção é de que cada mulher se sinta representada. Acompanhe nosso site para conhecer novas histórias!

 “Aqui na Universidade temos grandes exemplos de mulheres e profissionais maravilhosas, ocupando as mais diferentes atribuições. Em 2020 isso ficou em evidencia, pois todas precisaram se reinventar. Fosse pra enfrentar a pandemia na linha de frente, para adaptar seus formatos de trabalho ou para seguir colaborando com o bem-estar da comunidade. Foi essa coragem e essa união que nos fez seguir em frente. Tenho muito orgulho de estar perto de tantas pessoas competentes!”, destaca Carmen Lúcia de Lima Helfer, reitora da Unisc.

– Saiba Mais!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %