Mulheres em protagonismo: a importância das profissionais de limpeza no enfrentamento da Covid-19

0 0
Read Time:3 Minute, 5 Second

Na Unisc diversas profissionais mulheres constroem um futuro melhor para a comunidade.
Maria Betina Finger é uma delas.

Em março de 2020 a pandemia da Covid-19 começou a ganhar forças no Brasil. Desde então, os profissionais que atuam na linha de frente do combate à crise sanitária precisaram adaptar suas rotinas e focar seus esforços em reduzir os impactos do vírus na população.

Na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) muitas ações foram desenvolvidas para o enfrentamento da pandemia. Uma delas é a realização das análises de testes moleculares para o diagnóstico da Covid-19, em parceria com a prefeitura Municipal. O trabalho, que há cerca de um ano acontece no laboratório 55 da instituição, já ultrapassou a marca de 7 mil diagnósticos.

Maria Betina Finger atua, desde o ano de 2014, no setor de limpeza da Unisc. Em março de 2020 a profissional iniciou uma importante tarefa: a higienização dos laboratórios onde são realizadas as análises dos testes moleculares para Covid-19. Antes de começar, ela participou de um treinamento especial, com mais dois colegas, que abordava questões como segurança no trabalho e uso correto dos equipamentos de proteção individual (EPIs).

“Para trabalhar na limpeza dos laboratórios, precisamos colocar um uniforme apropriado, luvas e propé, além da máscara. Gosto muito de saber que estou colaborando para o bem-estar das pessoas que trabalham lá. Então, pra mim, deixar tudo higienizado é um prazer”, conta Maria Betina.

Sobre o resultado do trabalho, a colaboradora da universidade explica que “é gratificante, depois de terminar meu serviço, ver o ambiente limpo. Tenho a sensação de que pude ajudar. Hoje me sinto ainda mais privilegiada, por trabalhar em uma instituição que dá suporte e ajuda na preservação da saúde da nossa comunidade”.

Fotos: Desire Allram

Cuidados mais do que necessários

Durante a pandemia, o trabalho de limpeza – que já era indispensável – se tornou ainda mais importante. “Todos os cuidados precisaram ser redobrados. Então, temos muita atenção. Nos meus dias de trabalho, faço revezamento com a colega Adriana, para garantir a limpeza de cada espaço”, aponta Maria Betina.

Por atuar na higienização dos laboratórios onde acontecem os diagnósticos dos testes moleculares para Covid-19, Maria Betina recebeu a vacina contra a doença nesta semana. “Foi muito bom poder ser vacinada. Espero que venham dias melhores em 2021 e que a vacina chegue para todos. Aí poderemos seguir em frente e dar abraços apertados”.

Enquanto a pandemia segue, a profissional ainda reforça que “todos devemos pensar mais no coletivo e preservar a saúde da comunidade. Distanciamento, higienização e máscara são necessários e é importante lembrar disso todos os dias. Só assim vamos conseguir passar por tudo com saúde”.

Conheça outras histórias de profissionais da Unisc

No mês da mulher, a Unisc deseja que cada uma reconheça sua força e coragem. Como forma de inspiração, no dia 8 contamos sobre o trabalho da Andreia Valim. No dia 12, falamos sobre a atuação da Caroline Ritt. E no dia 16, compartilhamos o importante projeto desenvolvido por Silvia Areosa.  O texto de hoje, com Maria Betina, encerra o quadro, mas é válido lembrar que são muitas as profissionais da Universidade que transformam positivamente nossa região!

 “Aqui na Universidade temos grandes exemplos de mulheres e profissionais maravilhosas, ocupando as mais diferentes atribuições. Em 2020 isso ficou em evidencia, pois todas precisaram se reinventar. Fosse pra enfrentar a pandemia na linha de frente, para adaptar seus formatos de trabalho ou para seguir colaborando com o bem-estar da comunidade. Foi essa coragem e essa união que nos fez seguir em frente. Tenho muito orgulho de estar perto de tantas pessoas competentes!”, destaca Carmen Lúcia de Lima Helfer, reitora da Unisc.

– Saiba Mais!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %