Aplicativo para mapear insumos alimentícios disponíveis no ambiente urbano é um dos projetos da Unisinos selecionados no Catalisa ICT do Sebrae

0 0
Read Time:2 Minute, 54 Second

Entusiastas do conceito da Colheita Urbana, movimento liderado por chefs renomados em todo o mundo que utiliza ingredientes locais e coletados livremente no ambiente urbano, os professores do curso de Gastronomia, Liziane Dantas Lacerda e Israel Bertamoni, juntamente com o gestor de projetos, Marco Antônio Lachnit, estão desenvolvendo o projeto de um aplicativo de busca, identificação, aplicação e gestão de insumos alimentícios locais. O objetivo é incentivar a biodiversidade, a redução de desperdício e a preservação de espécies.

Crédito: Arquivo pessoal

“A ideia surgiu a partir da demanda observada no próprio curso de gastronomia, onde encontramos dificuldades em adquirir ingredientes específicos para a aplicação em aula, como nossas frutas nativas, por exemplo. A ideia é mapear locais públicos que contenham árvores frutíferas, regiões com maior oferta de itens específicos, pequenos produtores, um verdadeiro inventário da flora local construído com a colaboração dos usuários”, explica a professora Liziane. A plataforma também pretende mapear feiras urbanas, proporcionar interação para troca de mudas e auxiliar na identificação de espécies desconhecidas, através de reconhecimento fotográfico.

O projeto foi um dos mil selecionados em todo o Brasil para participar do Catalisa ICT, programa desenvolvido pelo Sebrae que busca fazer a aproximação entre as universidades e o mercado. O edital selecionou pesquisas com potencial de inovação que possam resultar na criação de negócios inovadores e na transferência de tecnologia. Das aproximadamente 70 ideias aprovadas na primeira etapa no Rio Grande do Sul, dez são de pesquisadores da Unisinos e Tecnosinos, relacionadas a diferentes áreas de conhecimento associadas a sustentabilidade, computação, redes, sensoriamento e compliance, entre outros.

Para o gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Unidade Acadêmica de Pesquisa e Pós-Graduação, Silvio Bitencourt, esses números refletem a conexão das pesquisas desenvolvidas na universidade com as necessidades ou desafios enfrentados pela sociedade. “Isso demonstra que estudar na Unisinos é ter a oportunidade de desenvolver pesquisas que realmente vão ao encontro com problemáticas que necessitam de resolução, gerando maior bem-estar econômico, social e ambiental para toda a sociedade por meio do conhecimento acadêmico”, comemora o professor.

Todos os selecionados nessa fase do programa participam de mentorias e capacitações online gratuitas ministradas pelo Sebrae, com foco no desenvolvimento de atitude empreendedora, oferecendo suporte técnico para a elaboração dos planos de inovação que poderão ser submetidos a um segundo edital, previsto para maio deste ano. Na etapa seguinte, cerca de 270 projetos serão selecionados, recebendo também um apoio financeiro de até R$ 150 mil, incluindo recursos de bolsas de pesquisa e custeio. No total, o Catalisa ICT contará com quatro etapas. A jornada completa deve durar em torno de três a quatro anos.

Alexya Lague, egressa do curso de Engenharia Química, também teve seu Trabalho de Conclusão de Curso contemplado no edital. O estudo objetivou o desenvolvimento de um sistema de tratamento para águas subterrâneas contaminadas por combustíveis, empregando as técnicas de adsorção e biodegradação. “Como as águas subterrâneas estão sendo cada vez mais utilizadas para o abastecimento da população, tem-se a preocupação pela qualidade. A ocorrência de vazamentos e derramamentos de combustíveis gera, além de impactos ambientais, prejuízos sociais”, explica Alexya.

A pesquisa visa explorar meios viáveis e econômicos que possam reduzir impactos ambientais, com o uso de adsorventes comerciais. Para a coordenadora do curso de Engenharia Química da Unisinos, Janice da Silva, esse é um indicador da excelência acadêmica da graduação. “É um curso que lidera o ranking nacional na avaliação do MEC, serve de estímulo para nossos graduandos”, encerra a professora.

– Saiba Mais!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %