Escolas municipais de Lajeado recebem orientações de profissionais da segurança

0 0
Read Time:4 Minute, 24 Second

Nesta segunda-feira, 10/05, diretores das Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs), de Ensino Fundamental (EMEFs) e dos Projetos Vida da rede municipal de ensino participaram de uma reunião com profissionais da Segurança Pública de Lajeado. O objetivo foi orientar as escolas para que redobrem os cuidados com a segurança após o atentado em uma escola de educação infantil em Santa Catarina, que resultou na morte de três crianças e duas professoras. O encontro ocorreu no auditório da Secretaria da Educação (SED), respeitando o distanciamento social entre os participantes. 

 

A reunião de orientação contou com a participação do comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO-VT), tenente-coronel Douglas da Rosa Soares, do Comandante do 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Major Marcelo de Abreu Fernandes, da capitã e coordenadora do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) do Vale do Taquari, Carmine Brescovit Fontoura, e do Inspetor da Polícia Civil Juliano Höehr Clavé. Também participaram do encontro os secretários da Educação, Vera Plein, e da Segurança Pública (SESP), Paulo Locatelli, que iniciou a conversa apresentando os índices de violência no município e sobre o Pacto Lajeado pela Paz.

 

Conforme o comandante Douglas, assim que a tragédia aconteceu em Santa Catarina, a Brigada Militar buscou fazer uma aproximação física dos policiais junto às escolas com mais frequência, o que proporciona uma maior sensação de segurança à comunidade escolar.

 

O controle de acesso à escola e a criação de um protocolo de acionamento em casos de urgência e emergência foram algumas das orientações repassadas aos diretores pelo comandante Douglas. O protocolo teria como finalidade distribuir funções para cada funcionário da escola em casos de evento atípico, tornando um possível socorro mais ágil e preciso. Além disso, ele destacou que em casos de invasão, os professores e alunos devem buscar se refugiar em áreas seguras e aguardar a chegada da polícia. Também foi sugerida a criação de um grupo que reúne a rede escolar de Lajeado, Fórum e Segurança Pública.

 

– É muito importante a participação de todos para diminuirmos a incidência, afinal a segurança pública é feita por todos nós. De maneira organizada nós conseguiríamos reduzir o dano – afirmou o comandante Douglas.

 

A secretária Vera Plein destacou que as regras de segurança em todas as escolas municipais de Lajeado sempre foram observadas. Todas as instituições são cercadas e a grande maioria possui portão eletrônico com campainha e interfone. Algumas, inclusive, contam com câmeras e segurança por meio de serviço de vigilância.

 

– Infelizmente tragédias como essa que ocorreu em Saudades servem para a gente se alertar e pensar em ações que podemos tomar para proteger toda a comunidade escolar. Não queremos assustar a escola, mas queremos que todos estejam atentos e que redobrem os cuidados que já vinham sendo tomados – ressaltou Vera.

 

Durante a conversa, a capitã Carine e o inspetor da Polícia Civil, Juliano Höehr Clavé, também anunciaram o retorno dos projetos da Brigada Militar, o PROERD, e da Polícia Civil, os projetos “Papo de Responsa” e os “Núcleos de Polícias Comunitárias”, proporcionando assim mais encontros entre policiais e alunos no ambiente escolar.

 

A diretora da EMEI Primeiros Passos, Jaqueline Maria de Castro Vanzetto, conta que agora se sente mais preparada caso tivesse que lidar com situações como essa.

 

– Percebi que existe uma rede de apoio que conversa entre si na cidade e que está disposta a nos ajudar. Na nossa EMEI já tomamos algumas medidas de segurança, como por exemplo a não liberação de acesso à escola até que seja feita a identificação da pessoa. Além disso, nossos professores possuem um olhar atento a qualquer sinal diferente que acontece dentro e fora da escola – disse Jaqueline.

 

Nas próximas semanas, as secretarias de Educação e Segurança Pública estarão se reunindo para elaborar um protocolo geral de acionamento em casos de urgência e emergência para as escolas.

 

 

Créditos: Assessoria de Imprensa PML

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %