Vacinação contra a Covid-19 de pessoas com comorbidades segue nesta quinta-feira, 06/05

0 0
Read Time:6 Minute, 26 Second

Pessoas de 55 a 59 anos que tenham as comorbidades previstas para esta fase da vacinação puderam se vacinar contra a Covid-19 nesta quarta-feira, 05/05, em Lajeado. A vacinação deste novo grupo ocorreu no Parque do Imigrante e no auditório da Sthas. O mesmo grupo seguirá sendo atendido nesta quinta-feira, 06/05 (veja a lista completa com os documentos necessários abaixo). Não há mais doses da vacina CoronaVac para aplicação das segundas doses. 

 

Para a vacinação do grupo de comorbidades, a Secretaria Municipal da Saúde (Sesa) criou um documento que deve ser preenchido pelo profissional da saúde atestando a presença da comorbidade no paciente. Esse processo facilita a verificação da comorbidade pelas enfermeiras vacinadoras e evita demora nas filas de vacinação. O documento pode ser baixado aqui e impresso para preenchimento. Pacientes com comorbidades acompanhados pelos postos de saúde da rede municipal deverão solicitar o documento com o seu médico de referência ou o profissional do posto poderá atestar a comorbidade de acordo com o prontuário do paciente registrado no posto. Pacientes atendidos no sistema privado também devem solicitar o documento padrão do seu médico ou um atestado específico que tenha a descrição em palavras, por extenso, da comorbidade (e não apenas a citação do código da CID no atestado).

 

Com o documento em mãos, a moradora do bairro Moinhos, Maria da Silveira, 56 anos, chegou ao auditório da Sthas para receber a vacina.

– Tenho hipertensão e tomo remédio há mais de 10 anos, por isso quando soube que teria vacina para mim, fui até o posto do meu bairro e pedi a comprovação. Fiquei muito feliz por poder me proteger – falou Maria. 

 

Empolgada, Eva Lorena Reis Schimitz, 56 anos, com diagnóstico de hipertensão, quis fazer uma foto sendo vacinada.

– Estou muito feliz. Sou a primeira monitora da escola municipal Cantinho Infantil a receber a vacina – contou Eva. 

 

No início da manhã de quarta-feira, as 190 doses de CoronaVac destinadas à Lajeado se esgotaram rapidamente. A aplicação da segunda dose para vacina da Oxford segue sendo feita normalmente. 

 

VACINAÇÃO EM LAJEADO NA QUINA-FEIRA, 06/05:

 

Locais de vacinação:

– Local 1: Parque do Imigrante (Avenida Parque do Imigrante, s/nº, bairro Alto do Parque). Será EXCLUSIVAMENTE no modo drive-thru. Os veículos deverão acessar o Parque pela entrada lateral (junto ao Restaurante Panorâmico e à Defesa Civil).

– Local 2: Auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas, na Rua Cel. Júlio May, s/nº, bairro Centro). O auditório está localizado junto à secretaria, com entrada pela rua Cel. Júlio May.

 

Horário de vacinação (nos dois locais):

– Das 8h às 14h, sem fechar ao meio-dia.

 

Quem pode se vacinar:

– Idosos com 60 anos ou mais (nascidos até o ano de 1961, inclusive este)

– Pessoas com síndrome de Down maiores de 18 anos

– Pessoas maiores de 18 anos que façam hemodiálise (serão vacinadas em local específico, não devem procurar os pontos de vacinação)

– Gestantes e puérperas (mulheres que tiveram bebê há no máximo 45 dias) maiores de 18 anos – Apresentar identidade e carteira de gestante. No caso de puérpera, apresentar documento que comprove o parto (registro de nascido vivo, certidão de nascimento, etc.)

– BPCs (pessoas com doenças incapacitantes que estão cadastradas no sistema do Benefício de Prestação Continuada – BPC) com 40 anos ou mais. Apresentar documento de identificação e comprovante de inscrição no sistema. Estas pessoas devem buscar se vacinar preferencialmente no auditório da Sthas.

– Pessoas com as comorbidades da lista abaixo, de 55 a 59 anos, mediante apresentação de documento de identidade e documento padrão de profissional da saúde (leia acima) informando a comorbidade:

  

COMORBIDADE

DESCRIÇÃO DA CONDIÇÃO

Diabetes Mellitus (DM)

Diagnóstico de Diabetes Mellitus

Pneumopatia crônica grave

DPOC, Fibrosecística, fibrosepulmonar, pneumoconioses, displasia broncopulmonar ou asma grave (uso recorrente de corticóide sistêmico ou hospitalização por asma)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) resistente

HAS não controlada com uso de 3 ou mais anti-hipertensivos em doses máximas ou HAS controlada como usode4classesdeanti-hipertensivos

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) estágio3

PA sistólica ≥180mmHge ou diastólica≥110mmHg

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) com lesão em órgão alvo

HAS com lesão em órgão alvo (coração, retina, rim, encéfalo, vasos)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) associada a comorbidade

HAS em indivíduo com obesidade, cardiopatia hipertensiva (hipertrófica ou dilatada), apneia obstrutiva do sono, hiperlipidemia ou outra

Insuficiência cardíaca (IC)

Estágios B, C ou D

Corpulmonale e Hipertensão pulmonar (HAP)

Diagnóstico de corpulmonale crônico e HAP primária ou secundária

Doença Arterial Coronariana (DAC)

Diagnóstico de DAC sem ou com complicações (Ex: IAM)

Valvulopatias cardíacas

Lesões valvares com repercussão hemodinâmica, miocárdica ou com sintomas

Prótese valvar

Portador de prótese valvar biológica ou mecânica

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Miocardiopatia de qualquer etiologia, Pericardite crônica, Cardiopatia reumática

Doenças de Grandes vasos e fístulas

arteriovenosas

Aneurismas, dissecções ou Hematomas de Aorta ou demais grandes vasos

Arritmias Cardíacas

Arritmia com relevância clínica (que exija tratamento) ou associada a cardiopatia

Cardiopatia Congênitano adulto

Cardiopatia congênita associada a: repercussão hemodinâmica, hipoxemia, IC, arritmia ou comprometimento miocárdico

Doença Cerebrovascular

AVE ou AIT prévio, Demência vascular

Doença Renal Crônica (DRC)

DRC estágio3 ou 4 (TGF<60ml/min/1,73m2) e/ou Sínd. Nefrótica

Imunossupressão

Transplantados em uso de imunossupressor, pessoas vivendo com HIV, imunodeficiências primárias, necessidade de uso crônico de corticoide em dose de Prednisona>10mg/dia (ou equivalente), pulsoterapia com corticoide ou ciclofosfamida

Câncer

Pacientes oncológicos com tratamento quimio ou radioterápicos atual ou nos últimos 6 meses ou portadores de neoplasias hematológicas

Anemia falciforme

Diagnóstico de anemia falciforme

Obesidade grau 3

Índice de Massa Corporal ≥40kg/m2

Cirrose Hepática

Diagnóstico de cirrose hepática em qualquer estágio

 

Créditos: Assessoria de Imprensa PML

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %