Famílias carentes de São Leopoldo recebem primeiras doações da Campanha UniSolidária

0 0
Read Time:3 Minute, 49 Second

Jorge, Juliana e Rosa podiam ser os nomes de alguém da minha ou da sua família. Talvez um irmão, pai ou mãe. Mas não! Eles fazem parte de três das 500 famílias em vulnerabilidade social que já foram beneficiadas pela campanha UniSolidária. A ação, que é organizada pela Unisinos, por meio do Comitê Solidariedade, busca ajudar famílias carentes. As primeiras cestas de alimentos foram entregues na última sexta-feira, 28 de maio.

Crédito: Divulgação

O gerente de Ação Social da Unisinos e integrante do Comitê Solidariedade, Nestor Pilz, destaca que a meta é arrecadar recursos para a aquisição de 2.000 cestas de alimentos ao longo dos quatro meses da campanha, que segue até agosto. “O primeiro mês de campanha foi muito exitoso. Alcançamos a meta, o público alvo foi contemplado e o mais importante: a comunidade universitária abraçou a causa”. Pilz também destaca que o Comitê incluiu nessa ação a campanha do agasalho em parceria com prefeitura de São Leopoldo e de Porto Alegre.

Moradora do bairro Feitoria, Rosa Helena Silveira dos Santos, se emocionou ao comentar sobre os problemas enfrentados durante a pandemia Covid-19. “Não tenho palavras para explicar o quanto é importante para mim essa doação, pois estava faltando comida na minha casa. Agradeço a todos que ajudaram. Eu estava precisando muito”.

Crédito: Isabela Giongo / Tecnosinos

A assistente social do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi), Sueli Angelita da Silva, explica que a instituição atende cerca de 30 famílias em vulnerabilidade social extrema no bairro Feitoria. “Atuamos diretamente na linha de frente. São pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. Não tem o que comer, não tem trabalho e não conseguem se inserir no mercado de trabalho. Eles já estavam desempregados antes da Covid. Percebemos que a pandemia potencializou a desigualdade”.

Crédito: Isabela Giongo / Tecnosinos

Desempregada e com um filho pequeno para criar, Juliana Lima Teixeira, de 26 anos, explica que a doação vai amenizar as dificuldades que está enfrentando na pandemia. “É uma ajuda muito importante para mim”.

Viúvo, Jorge Antônio Soares Prestes, diz que a ajuda chegou em um momento de grande necessidade. “Tenho uma filha que depende de mim. Os alimentos são de grande ajuda, uma vez que não estou podendo trabalhar. Toda ajuda é sempre bem-vinda”.

Crédito: Isabela Giongo / Tecnosinos

A coordenadora do Centro Comunitário de Educação Infantil CCEI Talitha Kum, Irmã Bernadete Nosso, ressalta a importância do acolhimento dado às famílias através de atendimento psicológico e assistencial. Para ela, sem as doações, as famílias passariam ainda mais necessidade. “Somos muito gratas a Deus por estarmos sendo beneficiadas e conseguirmos ajudar cerca de 98 famílias. Se não fossem as pessoas de boa vontade, não teríamos condições de dar essa assistência neste momento tão delicado”.

Crédito: Pedro Barbosa / Tecnosinos

Esperança para continuar

Atuando desde 1958 em São Leopoldo, o Centro Medianeira trabalha diretamente com jovens em situação de risco e vulnerabilidade social. Atende mais de 220 famílias, sendo 330 crianças e adolescentes. A instituição, que se mantém com doações, presta atendimentos psicossociais semanais, além de realizar mais de 20 atividades no contra turno escolar como, por exemplo, marcenaria, moda, artes, cultura e esporte.

Crédito: Pedro Barbosa / Tecnosinos

De acordo com o coordenador de Projetos do Centro Medianeira, Fabio Pinheiro, a pandemia trouxe adversidades além do que imaginava, agravando os problemas sociais existentes na cidade. “As doações nos deram esperança, pois chegaram num momento de dificuldade. Temos um problema que é mensal na pandemia: conseguir arrecadar doações para o maior número de famílias. Precisamos de alimentos, roupas e material pedagógico. Buscamos mais pessoas que se associem a nossa causa”.

Instituições beneficiadas no primeiro mês da campanha

    • Centro Comunitário de Educação Infantil CCEI Talitha Kum (20 cestas básicas);
    • Centro Medianeira (20 cestas básicas);
    • Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas – Neabi (20 cestas básicas);
    • Comunidades atendidas pela Rede Solidária São Leo (372 cestas básicas);
    • Banco de Alimentos do Vale do Sinos (63 cestas básicas);
    • Casa do Estudante CEUL (5 cestas básicas).

Saiba como contribuir

Hoje se inicia o segundo mês da campanha UniSolidária e queremos manter vivo o espírito da solidariedade com a sua ajuda. As doações deste mês podem ser feitas até o dia 21/6.

Você pode depositar qualquer quantia na conta:

BANCO BANRISUL S/A

Agência: 0410 SÃO LEOPOLDO/RS

Conta: 06.226166.0-4 ASAV UNISINOS Solidariedade

CNPJ 92.959.006/0008-85

Ou realizar a transferência pelo Pix que é exclusivo da conta Solidariedade:

solidariedade@unisinos.br

A entrega dos alimentos será realizada sempre até o último dia útil do mês vigente.

Sua doação faz a diferença, participe.

– Saiba Mais!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %