Pessoas nascidas em 1966 podem se vacinar a partir desta quarta-feira

0 0
Read Time:6 Minute, 42 Second

Nesta quarta-feira, 09/06, Lajeado vai ampliar a vacinação contra a Covid-19 para pessoas nascidas até o dia 31/12/1966, ou seja, que fazem 55 anos ao longo de 2021. A vacinação segue nos mesmos locais: no drive-thru do Parque do Imigrante e no auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (SMDS), das 8h às 14h. Os demais grupos prioritários previstos no Plano Nacional de Imunização também seguem sendo vacinados no município (veja a lista de quem pode se vacinar abaixo).

 

Para quem for se vacinar por faixa etária, é necessário apresentar, além de um documento de identificação, um comprovante de residência, como conta de água, luz ou outro tipo que esteja no nome da pessoa a ser vacinada. Caso não tenha, deverá fazer uma declaração de próprio punho informando nome completo legível, CPF, endereço em que reside e assinatura. Esta documento deverá estar pronto na hora da vacina e será entregue à equipe.

 

VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 NESTA QUARTA-FEIRA, 09/06: 

 

Locais de vacinação: 

– Local 1: Parque do Imigrante (Avenida Parque do Imigrante, s/nº, bairro Alto do Parque). Será EXCLUSIVAMENTE no modo drive-thru. Os veículos deverão acessar o Parque pela entrada lateral (junto ao Restaurante Panorâmico e à Defesa Civil).

– Local 2: Auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas, na Rua Cel. Júlio May, s/nº, bairro Centro). O auditório está localizado junto à secretaria, com entrada pela rua Cel. Júlio May.

 

Horário de vacinação (mesmo horário nos dois locais): 

– Das 8h às 14h, sem fechar ao meio dia.

 

Quem pode se vacinar: 

 

– Pessoas nascidas até 31/12/1966 (ou mais velhas): apresentar documento de identidade e comprovante de residência como conta de água, luz ou outro tipo que esteja em seu nome – apenas apresentar à vacinadora. Caso não tenha, deverá fazer uma declaração de próprio punho informando nome completo legível, CPF, endereço em que reside e assinatura. A declaração de próprio punho deverá estar pronto na hora da vacina e será entregue à equipe.

 

– Pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais

 

– BPCs (pessoas com doenças incapacitantes que estão cadastradas no sistema do Benefício de Prestação Continuada – BPC) com 18 anos ou mais: apresentar documento de identificação e comprovante de inscrição no sistema. Estas pessoas devem buscar se vacinar preferencialmente no auditório da Secretaria do Desenvolvimento Social (antiga Sthas).

 

– Pessoas com as comorbidades da lista abaixo com 18 anos ou mais: apresentar de documento de identidade e documento padrão de profissional da saúde informando a comorbidade. O documento pode ser baixado aqui e impresso para preenchimento. Pacientes com comorbidades que são acompanhados pelos postos de saúde da rede municipal deverão solicitar o documento com o seu médico de referência ou o profissional do posto poderá atestar a comorbidade de acordo com o prontuário de registro do paciente no posto. Pacientes atendidos no sistema privado também devem solicitar o documento padrão do seu médico ou um atestado específico que tenha a descrição em palavras por extenso da comorbidade (e não apenas a citação do código da CID no atestado).

 

– PCDs (Pessoas com Deficiência Permanente – PCD) com 18 anos ou mais: apresentar documento que comprove a deficiência, como laudo médico, cartões de gratuidade de transporte público, documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que comprove a especificidade. Em casos em que o indivíduo não possua um documento comprobatório, será aceita uma autodeclaração.

 

– Outros grupos prioritários que serão vacinados em grupos fechados por agendamento junto às entidades ou empresas: trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbanos e de longo curso e trabalhadores de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.  

 

– Pessoas que tem que fazer a segunda dose da Oxford.

 

 

Veja a lista de comorbidades abaixo:

 

COMORBIDADE

DESCRIÇÃO DA CONDIÇÃO

Diabetes Mellitus (DM)

Diagnóstico de Diabetes Mellitus

Pneumopatia crônica grave

DPOC, Fibrosecística, fibrosepulmonar, pneumoconioses, displasia broncopulmonar ou asma grave (uso recorrente de corticóide sistêmico ou hospitalização por asma)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) resistente

HAS não controlada com uso de 3 ou mais anti-hipertensivos em doses máximas ou HAS controlada como usode4classesdeanti-hipertensivos

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) estágio3

PA sistólica ≥180mmHge ou diastólica≥110mmHg

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) com lesão em órgão alvo

HAS com lesão em órgão alvo (coração, retina, rim, encéfalo, vasos)

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) associada a comorbidade

HAS em indivíduo com obesidade, cardiopatia hipertensiva (hipertrófica ou dilatada), apneia obstrutiva do sono, hiperlipidemia ou outra

Insuficiência cardíaca (IC)

Estágios B, C ou D

Corpulmonale e Hipertensão pulmonar (HAP)

Diagnóstico de corpulmonale crônico e HAP primária ou secundária

Doença Arterial Coronariana (DAC)

Diagnóstico de DAC sem ou com complicações (Ex: IAM)

Valvulopatias cardíacas

Lesões valvares com repercussão hemodinâmica, miocárdica ou com sintomas

Prótese valvar

Portador de prótese valvar biológica ou mecânica

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Miocardiopatia de qualquer etiologia, Pericardite crônica, Cardiopatia reumática

Doenças de Grandes vasos e fístulas

arteriovenosas

Aneurismas, dissecções ou Hematomas de Aorta ou demais grandes vasos

Arritmias Cardíacas

Arritmia com relevância clínica (que exija tratamento) ou associada a cardiopatia

Cardiopatia Congênitano adulto

Cardiopatia congênita associada a: repercussão hemodinâmica, hipoxemia, IC, arritmia ou comprometimento miocárdico

Doença Cerebrovascular

AVE ou AIT prévio, Demência vascular

Doença Renal Crônica (DRC)

DRC estágio3 ou 4 (TGF<60ml/min/1,73m2) e/ou Sínd. Nefrótica

Imunossupressão

Transplantados em uso de imunossupressor, pessoas vivendo com HIV, imunodeficiências primárias, necessidade de uso crônico de corticoide em dose de Prednisona>10mg/dia (ou equivalente), pulsoterapia com corticoide ou ciclofosfamida

Câncer

Pacientes oncológicos com tratamento quimio ou radioterápicos atual ou nos últimos 6 meses ou portadores de neoplasias hematológicas

Anemia falciforme

Diagnóstico de anemia falciforme

Obesidade grau 3

Índice de Massa Corporal ≥40kg/m2

Cirrose Hepática

Diagnóstico de cirrose hepática em qualquer estágio

 

 

Créditos: Assessoria de Imprensa PML

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %