Queimadas: 17 milhões de animais morreram em 2020

0 0
Read Time:1 Minute, 24 Second

Pixabay/Raik Thorstad Pixabay/Raik Thorstad

De acordo com um estudo realizado por 30 pesquisadores de diferentes instituições, aproximadamente 17 milhões de vertebrados morreram no ano de 2020, em decorrência das queimadas no Pantanal, bioma localizado na divisa dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que corresponde a 2% do território brasileiro.

A pesquisa é baseada no uso da “técnica de amostras de distâncias em linhas”, ou seja, os pesquisadores percorreram mais de 114 quilômetros de trilha, entre o início de agosto e metade de novembro de 2020, com as áreas sendo vasculhadas em até 72 horas depois do início do fogo causado pelos focos de incêndio.

Dentre as maiores vítimas deixadas pelas queimadas, estão as pequenas cobras, em específico, as aquáticas. Ao todo, foram 9 milhões, número que corresponde a 60% de todos os animais mortos. O motivo pelo qual o número abrange esses répteis, é devido à baixa capacidade de locomoção, que acaba dificultando a fuga no momento do incêndio.

Vale lembrar que 17 milhões de mortes de animais é uma estimativa que pode estar aquém do que realmente aconteceu já que, durante o trajeto, os pesquisadores não consideraram encontrar carcaças dentro de tocas ou espaços ocos nas árvores, além de pequenos vertebrados que podem ter sido dizimados com as queimadas sem deixar registro.

Quando a conta considera ainda  os bichos que  sofreram sequelas com as queimadas, a estimativa aumenta para mais de 65 milhões de animais vertebrados afetados no Pantanal, além de outros 4 bilhões de invertebrados. Os dados são do artigo científico “Pantanal está pegando fogo e só uma agenda sustentável pode salvar a maior área úmida do mundo”.

– Curta e Compartilhe!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %