Queijo artesanal serrano ganha medalha de ouro em concurso internacional

0 0
Read Time:2 Minute, 40 Second

O queijo artesanal serrano produzido na queijaria Chácara dos Padres, de Bom Jesus, recebeu a medalha de ouro em um concurso internacional neste sábado (06/11). O produto concorreu com mais de 800 queijos nacionais e de outros países, avaliados por mestres queijeiros de diversas nacionalidades, no Araxá Internacional Cheese Awards, ocorrido em Araxá, Minas Gerais. “Foi uma grande vitória, porque o queijo serrano, apesar de ter mais de 200 anos, recém está se inserindo no processo de legalização”, comemorou o proprietário da queijaria, Alexander Ribeiro de Liz que, pela primeira vez, participou de um concurso internacional.

No final de outubro, a Chácara dos Padres foi uma das contempladas com kits de boas práticas agropecuárias e de fabricação entregues pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), em um evento que contou com a presença da secretária da Agricultura, Silvana Covatti, em São José dos Ausentes. A distribuição dos kits era uma das metas do convênio de qualificação da cadeia produtiva do queijo serrano, que abrange diversas agroindústrias, numa parceria firmada entre SEAPDR e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Carla e a filha Nátaly durante processo de fabricação do produto
Carla e a filha Nátaly durante processo de fabricação do produto – Foto: Arquivo pessoal

Em setembro, a propriedade de Ribeiro de Liz também recebeu a visita técnica de servidores da SEAPDR que conhecerem a realidade da produção artesanal da família, verificaram o andamento da execução das metas do convênio e buscaram mais subsídios para entender as dificuldades que emperram a legalização dos produtos artesanais gaúchos. Nos últimos meses, a SEAPDR, em conjunto com Emater/RS-Ascar, Mapa, Fetag, Farsul e Famurs, vem estudando formas de facilitar a concessão do Selo Arte aos estabelecimentos produtores de queijo artesanal e outros produtos para que eles possam comercializar em todo o país.

A Chácara dos Padres fabrica queijo serrano há mais de 15 anos. É um trabalho que se concentra, principalmente, nas mãos das mulheres da família, Carla e as filhas Nátaly e Nicoly. Todos os dias elas produzem de 20 a 25 quilos do produto que, atualmente, pode ser vendido em âmbito estadual.

Conquista do título foi comemorado pela família de Bom Jesus
Conquista do título foi comemorado pela família de Bom Jesus – Foto: Arquivo pessoal

A partir da conquista da premiação internacional e do trabalho de desburocratização da legalização em curso, Ribeiro de Liz acredita que será possível expandir o mercado do queijo bicentenário para além das fronteiras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. “Queremos desmistificar o uso do leite cru na produção do queijo artesanal que é de excelente qualidade e feito com extrema higiene, obedecendo os sistemas de inspeção”, acrescenta o proprietário.

A secretária da Agricultura parabeniza o trabalho da Chácara dos Padres e das outras queijarias artesanais gaúchas. “Fico extremamente feliz em saber do sucesso do queijo produzido nos Campos de Cima da Serra e quero salientar que estes produtores podem contar com o apoio da Secretaria para que seus negócios se desenvolvam ainda mais”, incentiva Silvana.

O queijo serrano é um produto típico e exclusivo da região dos Campos de Cima da Serra (RS) e do Planalto Sul-Catarinense. É produzido de forma artesanal há mais de 200 anos, por meio da adaptação de uma receita de origem portuguesa, sendo transmitido de geração a geração.

– Leia Mais!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %