Renan Lodi fica de fora da seleção por não ter se vacinado

0 0
Read Time:1 Minute, 28 Second

Lucas Figueiredo/CBF O lateral esquerdo Renan Lodi Lucas Figueiredo/CBF

Em sua primeira convocação da Seleção Brasileira para as eliminatórias da Copa do Mundo em 2022, nesta quinta-feira (13), Tite optou por não convocar o lateral-esquerdo Renan Lodi, do Atlético de Madrid. O jogador não completou seu esquema vacinal e por isso foi vetado.

“Renan Lodi perdeu a possibilidade de concorrer a convocação por não ter se vacinado”, resumiu o treinador.

Depois, o coordenador da seleção brasileira, Juninho Paulista, detalhou a questão. “Renan Lodi não poderia entrar no Equador. O Renan Lodi teve a primeira dose de vacina agora no dia 10. Então ele não estaria apto, dentro das regras sanitárias do País. E aqui no Brasil também”, revelou.

César Sampaio, auxiliar técnico da seleção, completou a informação sobre o tema, revelando que a CBF não obriga os jogadores convocados a se vacinarem.

Em trecho da entrevista, Tite destacou a importância da vacina para a saúde e vida dos jogadores e pessoas em geral.

“Eu, particularmente, entendo que a vacinação é uma responsabilidade social. Eu trago comigo. Eu e minha família. Eu e meus netos. Queria ter meus pais, não tenho. Mas queria poder protegê-los”, destacou.

Erro na Copa América ainda pesa?

Apesar da constância nas convocações desde 2018, Renan Lodi é contestado na seleção pelos torcedores, principalmente, por conta de seu erro na final da Copa América, onde com falha no domínio, perdeu a bola e viu Di Maria marcar o gol que sagrou a Argentina campeã em pleno Maracanã em 2021.

Para a sua posição, Tite convocou Alex Sandro, titular da Juventus da Itália, e Alex Telles, que apesar de ter se destacado no Porto, não conseguiu se firmar no onze inicial desde que chegou ao Manchester United.

– Curta e Compartilhe!

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %